Saiba como funciona o Agendor e como usar o CRM para mapear as etapas do funil de vendas da sua empresa e aumentar a conversão

Se você busca um CRM para sua empresa, já deve conhecer o Agendor. Esse software de de gestão e aprimoramento de vendas foi criado para que os usuários abandonem rotinas repetitivas e mantenham proximidade com os clientes. 

Todas as informações sobre clientes e vendas podem ser atualizadas a qualquer momento, a partir de qualquer lugar. Porém, é comum que, ao contratar um CRM, como o Agendor, as empresas tenham receio de que a ferramenta seja muito complexa ou que a solução não se adeque à sua realidade.

Para ajudar as empresas que convivem com essas dúvidas, preparamos um guia sobre como funciona e como usar o Agendor. Ao final deste texto, você saberá tudo o que precisa a respeito do CRM e terá condições de avaliar se é a solução mais adequada para a sua gestão de clientes e vendas.

O que é o Agendor e como funciona

O Agendor é um software de CRM (Customer Relationship Management ou Gestão do Relacionamento com o Cliente). Ele foi desenvolvido para ajudar empresas na gestão de oportunidades de vendas, com monitoramento de cada etapa do funil de vendas. Assim, mais oportunidades são convertidas em clientes.

A formatação de um funil de vendas e suas respectivas etapas depende do formato de negócio de cada empresa e sua área de atuação. Dessa forma, o Agendor permite que os usuários personalizem as jornadas de acordo com suas realidades comerciais. É possível selecionar os estágios do funil que serão monitorados ao longo da negociação.

Ouça a participação de Júlio Paulillo no Digicast e saiba mais sobre métricas e KPIs para maximizar o funil de vendas:

Como as informações são organizadas no Agendor

O Agendor divide as informações entre três categorias: empresas, pessoas e negócios. 

A categorização de informações é feita de acordo com as necessidades da empresa e do seu time comercial. Por padrão, o mínimo que deve ser utilizado é a parte de negócios, enquanto “empresas” e “pessoas” são opcionais. Confira as diferenças entre cada uma delas: 

  • Empresas: são as empresas para quem você está tentando vender ou que já estão na sua base de clientes. Cada empresa pode ser associada a um número ilimitado de pessoas.
  • Pessoas: são as pessoas para quem você está tentando vender ou que já estão na sua base de clientes. Cada pessoa pode ser associada a uma empresa.
  • Negócios: os negócios consistem no tipo de informação primária do Agendor e representam a venda que você está tentando realizar. Eles podem ser associados a pessoas ou empresas. Além disso, também é possível vincular um negócio a um vendedor e a tarefas específicas.

Quanto mais informações forem utilizadas, maior será a capacidade de capturar mais dados e gerar relatórios mais completos.

Além das três categorias acima, o Agendor apresenta um funil de vendas, em que cada empresa prospectada será posicionada em um estágio. É possível personalizar esses estágios, mas, por padrão, a ferramenta apresenta: qualificação, positivação, negociação, fechamento e pós-venda.

Veja no vídeo a seguir todos os detalhes sobre como funciona o Agendor:

Como usar o Agendor passo a passo

Para tirar o melhor proveito do Agendor, o usuário deve alinhar seu processo comercial à plataforma e incluir as informações de seus clientes para gerir todo o processo de vendas. O primeiro passo é a definição dos estágios do funil de vendas.

Como definir os estágios do funil de vendas

A partir do funil de vendas, serão monitoradas todas as etapas do processo comercial. Inicialmente, o Agendor apresenta as seguintes etapas:

  1. qualificação; 
  2. positivação; 
  3. negociação; 
  4. fechamento;
  5. pós-venda.

Porém, é possível alterar essas etapas de acordo com a realidade comercial de sua empresa. Para isso, na aba “Negócios”, você deve clicar no botão “Personalizar etapas de vendas”. 

Na tela seguinte, haverá um campo para a edição das etapas. Basta adicionar o nome de cada etapa, separando-as por vírgula. Em seguida, é só gravar as alterações.

Confira também Aplicativos para vendedores: 8 dicas para trabalhar melhor

Como adicionar informações sobre clientes no Agendor

Como já dissemos, as informações no Agendor são divididas entre empresas, pessoas e negócios. Obrigatoriamente, é necessário utilizar pelo menos o espaço para negócios. Para preencher essas informações e também as abas de empresas e pessoas, você deve seguir alguns passos:

  1. Adicione a nova empresa;
  2. Adicione a nova pessoa e associe-a à empresa previamente cadastrada, digitando o seu nome no campo “De qual empresa?”;
  3. Adicione um novo negócio e associe-o à pessoa previamente cadastrado, digitando o seu nome no campo “Empresa / Pessoa”.

Como definir tarefas para vendedores

As tarefas do Agendor representam as atividades que os vendedores precisam realizar na sua rotina de trabalho para dar prosseguimento a uma negociação. Qualquer tarefa adicionada precisa obrigatoriamente ser associada a uma empresa, pessoa ou negócio. 

Esse recurso funciona como uma agenda em que os usuários serão notificados quando os prazos para a conclusão de tarefas se aproximarem.

O Agendor oferece cinco diferentes categorias de atividades:

  • Email;
  • Ligação;
  • Proposta;
  • Reunião;
  • Visita.

Todas as atividades agendadas pelo usuário podem ser visualizadas na aba “Tarefas”. Nesse campo, é possível filtrar entre tarefas pendentes e tarefas já realizadas.

Na aba “negócios”, a visualização “funil” oferece acesso à lista de negociações ativas. Cada negócio conta com um indicador colorida na lateral esquerda. O tamanho do indicador varia de acordo com o valor do negócio, e sua cor está associada ao status da tarefa (ou falta dela):

  • A cor vermelha indica que não há nenhuma tarefa associada ao negócio;
  • A cor amarela indica que há uma tarefa associada ao negócio, mas ela está atrasada;
  • A cor verde indica que há uma tarefa associada ao negócio e ela está dentro do prazo.

Como indicar o status de uma negociação no Agendor

Na aba negócios, as negociações podem ser divididas entre três diferentes status: perdido, em andamento, ganho/concluído. 

Todos os negócios criados recebem o status de “em andamento” e, depois que uma negociação é finalizada, cabe ao vendedor marcá-la como ganha ou perdida. 

Com base nesses status, é possível emitir relatórios com informações sobre o volume de negociações bem-sucedidas e as oportunidades perdidas. É possível, inclusive, identificar quais vendedores venderam mais e quais perderam mais oportunidades.

Confira também O que é SAC 4.0 e como preparar sua empresa para ele? 

Como definir objeções

Entre as diversas funções, o Agendor ajuda a identificar quais as causas para as oportunidades serem perdidas. 

Toda vez que um negócio for dado como perdido, aparecerá uma pequena janela para que o vendedor possa escolher o motivo e a data da perda e, se quiser, acrescentar algum comentário. 

Dessa forma, é possível compreender as objeções e se planejar para revertê-las em novas oportunidades.

Como gerar relatórios

A aba “relatórios” do Agendor oferece análises geradas a partir de uma métrica, uma dimensão e um filtro. Algumas métricas são pré-configuradas, mas outras podem ser personalizadas, de acordo com a necessidade dos usuários. 

É possível alterar as datas e, assim, analisar relatórios retroativos.

Confira também Como vender nas redes sociais: dicas para aumentar a receita

Vantagens do Agendor

Com o Agendor, é possível gerir todo o processo de vendas e identificar possíveis gargalos em alguma etapa do funil. Dessa forma, o CRM oferece várias vantagens para seus usuários. A seguir, listamos algumas delas:

  • Registro de informações de uma negociação num único lugar: todas as informações são organizadas na plataforma, com possibilidade de acesso ao histórico de negociações de forma facilitada;
  • Melhor gestão de tempo: o CRM ajuda os vendedores a acompanharem todo o processo de negociação e cumprimento de prazos;
  • Criação automática de relatórios: os relatórios podem ser configurados de acordo com as métricas e as datas desejadas;
  • Gestão de processo comercial: é possível acompanhar todo o processo em tempo real, identificando rapidamente quando metas serão batidas ou não;
  • Tomada de decisões estratégicas: o CRM ajuda a organizar as informações mais relevantes sobre cada negociação ativa, o que permite identificar quais oportunidades devem ser priorizadas;
  • Identificação de demandas de clientes: com as informações centralizadas no CRM, é mais fácil mapear quais são as demandas dos clientes e o que deve ser feito para atendê-las.

Com o Agendor, é possível compreender o funcionamento do processo de negociação de sua empresa em cada etapa do funil de vendas e, assim, corrigir os gargalos que têm gerado perdas de oportunidades.

Depois de entender como funciona o Agendor e como usar o CRM, acesse o Clube de Descontos da Digilandia e receba 30 dias grátis para até 10 usuários:

Clube de Desconto Digilandia

Comentários

Este blog tem o orgulho de ter o apoio destas marcas:
Salvar