Ter uma empresa é saber lidar com alguns processos que costumam ser difíceis, e ter uma boa reputação para não prejudicar a imagem da empresa dentro de um segmento faz parte da lista dos processos complexos.  Assim como outros processos, a imagem de uma empresa é construída ao longo do tempo, com base nas atitudes

Ter uma empresa é saber lidar com alguns processos que costumam ser difíceis, e ter uma boa reputação para não prejudicar a imagem da empresa dentro de um segmento faz parte da lista dos processos complexos. 

Assim como outros processos, a imagem de uma empresa é construída ao longo do tempo, com base nas atitudes e posicionamentos da companhia perante a certas questões. 

No entanto, além de ser um processo que demanda tempo para ter resultado, basta um pequeno deslize que pode ser suficiente para a empresa perder a sua imagem positiva com o público. 

É preciso ter em mente que a imagem de uma empresa é sensível, e por mais que ela seja consolidada, ainda tem chances de ser prejudicada. 

Portanto, devemos considerar que até mesmo uma empresa de projetos estruturais, por exemplo, está propensa a ter a sua reputação prejudicada com pequenos deslizes. Conforme for o nível de gravidade, a empresa irá enfrentar um longo tempo para conseguir recuperar novamente a confiança dos clientes. 

De acordo com as ações que serão levantadas neste artigo, é possível perceber como as empresas conseguem cometer erros que reflete diretamente com a imagem empresarial que possui. 

Diante desse contexto, levantamos 7 práticas que devem ser evitadas imediatamente para não comprometer a imagem da sua empresa. 

Ser diferente do discurso

Esse pode ser considerado o erro mais comum entre as empresas. Manter uma prática diferente do que é passado em discursos, significa que a empresa defende um posicionamento mas, ao mesmo tempo, pratica o contrário. 

Imagine, por exemplo, uma empresa que trabalha com embalagens de papel para alimentos, que em sua rede social, propaga a importância de preservar o meio ambiente fazendo o descarte correto dos lixos. Porém, na realidade, os gestores e os funcionários não praticam essa atitude. 

Um exemplo que podemos citar, são as empresas que costumam desenvolver conteúdos mostrando como são solidários com seus respectivos colaboradores. No entanto, a realidade é diferente, no caso, uma parte dessas empresas acabam tratando os mesmos de forma desumana ou exploradora. 

Para você entender melhor como isso pode ser prejudicial para uma empresa, basta imaginar nas possibilidades que estas ações podem desencadear. Dependendo da proporção, a reputação pode afetar até na venda de uma loja focada em acessórios para bolsas, por exemplo. 

A fim de ter uma ideia, uma das consequências de atitudes como essa está relacionada diretamente com o risco da companhia ser denunciada ou ser exposta para a imprensa. Logo, a imagem negativa acaba tomando proporções ainda maiores, o que é péssimo. 

Podemos exemplificar também com empresas que trabalham com projetos ambientais. Logo, o que esperamos de empresas desse segmento é que práticas sustentáveis sejam usadas frequentemente.

Imagine uma companhia desse ramo operar sem se lembrar de certos detalhes que são cruciais para o meio ambiente, logo, ela estará sendo contraditória com a própria área que atua. 

O mesmo pode acontecer com uma empresa que trabalha com impressão adesivo personalizado, promovendo um discurso promocional atraindo clientes, mas que na hora da compra, impõe condições de compra que fogem da realidade. 

Conforme a imprensa vai divulgando as atitudes negativas da empresa, as chances de um cliente potencial ter conhecimento sobre essas práticas são enormes. Deste modo, a companhia acaba perdendo um cliente e, obviamente, chances de lucrar. 

Não podemos esquecer dos colaboradores que, por sua vez, também podem fazer críticas que conseguem chegar até os clientes. 

Não ouvir reclamações

É importante ter em mente que qualquer empresa está sujeita a reclamações. O que é comum de se ver nas empresas, é quando o consumidor faz uma reclamação, o funcionário leva até a parte responsável mas nada é feito. 

Práticas assim podem ser vistas em qualquer lugar, até em uma loja que trabalha com confecção de crachá

Por exemplo, um cliente fez um pedido de 10 crachás para ser utilizado em um trabalho de escola com certas informações, logo, foram entregues os crachás com informações divergentes com o que foi pedido, uma reclamação é feita e não é passado para os gestores e, assim, o erro persiste com outros clientes. 

Ações como essa só mostram para o cliente que a empresa não está disposta a mudar para tornar a sua experiência satisfatória. Essa atitude também mostra que a companhia não se preocupa em melhorar seus produtos ou serviços. 

Nesse cenário, o que se pode esperar é que o cliente procure a concorrência e, além disso, ele falará da experiência ruim que teve com a sua empresa. 

Não ser transparente

Uma das coisas que os clientes mais valorizam em uma empresa, é a transparência com os clientes. 

Essa é uma ação que deve ser colocada em prática em qualquer companhia, desde uma empresa de portaria até uma loja de roupas esportivas. Independente do ramo, a organização deve trabalhar com transparência desde o início da venda. 

Um exemplo de transparência, é explicar os motivos pelos quais desencadeou um aumento nos preços. 

Você pode explicar que a razão dos preços subirem, é que a sua empresa está investindo em mudanças para melhorar a experiência dos consumidores, isso é, se a sua companhia realmente estiver investindo em melhorias. 

Muitas empresas fazem alterações em suas estruturas, porém, acabam esquecendo de informar aos seus clientes. Por conta dessa desinformação, muitos clientes acabam optando por escolher a concorrência pelo fato de não saber o real motivo dos aumentos. 

Em um cenário ainda pior, algumas empresas agem de forma ainda mais desonesta escondendo do cliente o que foi feito com o valor adquirido através dos aumentos. 

Em casos específicos, é possível perceber ações incoerentes até mesmo em empresas que trabalham com serviços aduaneiros, onde podem desempenhar um papel de fiscalização em mercadorias que chegam de fora, mas quando percebem algo de errado, deixam passar por uma série de fatores. 

Contudo, a falta de transparência pode ser percebido facilmente pelos clientes, e é só questão de tempo para que outras pessoas saibam dessa postura incoerente. 

Pagar para falarem bem da marca

A publicidade pode ser executada normalmente, desde que esteja com as sinalizações devidamente aplicadas.

O problema, nesse caso, está na empresa que está pagando para uma personalidade falar bem da marca, sem mencionar que foi pago para fazer isso. 

Felizmente, esse tipo de ação está ficando cada vez menos comum entre os influenciadores digitais. Porém, ainda é possível encontrar personalidades que não mencionam que foi pagos para falar bem de tal produto. 

Além dessa ação ser antiética, é também ilegal, e pode prejudicar consideravelmente a imagem da empresa. 

Quando um cliente é influenciado por uma personalidade conhecida, e se depara com uma realidade bem diferente do que foi citado pelo influenciador, ele se sentirá enganado e vai concluir que o produto não é de qualidade. 

Estar em debates desnecessários 

O público já presenciou reações negativas que as empresas tiveram quando receberam críticas negativas sobre determinada ação. Essas reações foram resultado de uma resposta ignorante e ríspida. 

Momentos assim podem fazer com que a empresa pense que não precisa daquele usuário, e que na verdade, ele é apenas um hater. Entretanto, conforme o seu posicionamento diante de uma crítica negativa pode influenciar diretamente com a sua imagem empresarial. 

Levantar mentiras sobre o produto

Outro costume extremamente errado que algumas empresas têm, é levantar mentiras sobre um produto. 

Ações como essa podem ser vistas em um anúncio, vendendo um produto diferente do que foi anunciado, ou fazer qualquer comunicação que possa deixar o cliente confuso para ludibriá-lo. Essa prática pode ser extremamente prejudicial para uma empresa, fazendo com que certos clientes deixem de comprar na companhia.  

Não cuidar da imagem da marca

Muitas empresas acabam esquecendo de cuidar da imagem, focando apenas em conquistar novos clientes e aumentar a sua margem de lucro. 

Alguns não sabem, mas cuidar da imagem empresarial também é uma estratégia, que envolve uma série de ações com o objetivo de manter a integridade da companhia. Os cuidados para ter uma imagem positiva da marca envolve as seguintes práticas:

  • Monitorar o que está sendo falado da marca;
  • Monitorar onde a marca está sendo mencionada;
  • Cuidar do discurso utilizado pelos gestores;
  • Alinhar a linguagem utilizada com o público;
  • Ter uma identidade visual representativa.

Estas são as principais formas de manter uma imagem positiva da sua empresa perante aos consumidores. 

Se caso a sua empresa não executa nenhuma destas ações, é necessário que seja desenvolvido um plano de ações baseado nas práticas acima de forma imediata. Afinal, estamos falando da imagem de sua empresa, que se for negativa, vai refletir diretamente nos lucros. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comentários

Salvar