Recomendações de especialistas para conciliar o home office com os filhos, evitar experiências traumáticas e ter mais produtividade

Usualmente, pais e mães que trabalham em regime home office poderiam dividir parte do período de trabalho com os filhos em casa. Durante a pandemia de Covid-19, todos que os pais que precisaram trabalhar remotamente tiveram de conviver com crianças e adolescentes durante todo o dia, já que as escolas se mantiveram fechadas por conta do isolamento social.

Mesmo depois do fim da pandemia, esse cenário ainda será real para muitos. Afinal, diversas empresas de diferentes portes já manifestaram a intenção de manter o home office com padrão no futuro. Assim, ter de dividir o ambiente de trabalho com crianças durante parte do dia será o “novo normal” para muitos pais e mães.

Conciliar a produtividade no trabalho com a responsabilidade de cuidar dos filhos tem sido um desafio para diversos profissionais. E na busca por encontrar o melhor caminho para superar eventuais obstáculos que possam surgir nessa nova rotina, muitos já identificaram possíveis soluções. Diante disso, a seguir, apresentamos algumas das dicas oferecidas por pais e especialistas em como trabalhar em home office com os filhos.

Estabeleça uma rotina diária

Embora as crianças não possam ir a escola durante a pandemia, o momento atual está longe de configurar um período de férias. Inclusive, grande parte das crianças e dos adolescentes têm compromissos escolares mantidos com o auxílio de aulas por videoconferências e outros recursos comuns à transformação digital pela qual passa a educação.

Assim, mesmo que os filhos não tenham atividades programadas ao longo de todo o dia, eles também têm tarefas a serem cumpridas em algum momento. O que isso quer dizer? Os pais devem orientá-los a manter uma rotina em dias úteis que inclua horário exato para acordar, tomar café da manhã, acompanhar as aulas programadas a distância e fazer os deveres de casa.

Estabelecer uma rotina para as crianças e os adolescentes ajuda com que os pais tenham mais controle sobre o dia a dia dentro de casa enquanto precisam trabalhar. Muitas vezes, não será possível imitar o dia no escritório. Em vez disso, é recomendável criar um plano diário para toda a família que inclua horários escolares e de trabalho e escolares e que fique facilmente visível para todos.

“Isso permite que todos saibam o que podem esperar em seguida neste novo ambiente, onde tudo parece um pouco diferente”, ressalta Holland Haiis, palestrante profissional de Nova York com foco em desenvolvimento profissional e conexão humana, em entrevista à BBC.

Confira também Agenda de tarefas diárias: como organizar melhor sua rotina

Determine regras e delimite espaços de trabalho

Coautora de “Secrets of the Remote Workforce”, Teresa Douglas diz que um erro que os pais cometem é não estabelecer os limites certos para as crianças, mesmo que tenham auxílio de outra pessoa para cuidar delas durante o horário de trabalho. 

Para estabelecer limites enquanto trabalha em home office, ela usa uma placa com a palavra “Pare” na porta durante o período em que realiza videoconferências. “Essa é a regra em nossa casa. Se minha porta estiver fechada, você pode bater uma vez e, se eu não responder, significa que estou em uma reunião”, destacou em entrevista ao The New York Times.

Um caminho importante para evitar que as crianças não compreendam os momentos que os pais precisam se dedicar exclusivamente ao trabalho é determinar regras como a sugerida por Teresa Douglas. 

Além disso, é importante delimitar espaços que serão definidos como os locais de trabalho. Consequentemente, o desafio de separar a vida profissional do papel de pais durante o home office pode já não ser tão grande assim.

“Se você começar a perder os limites de onde estão sua vida profissional e familiar, isso pode causar muito estresse, não apenas para você, mas também para a família”, alerta em entrevista ao The New York Times Patrick A. Coleman, pai que trabalha em casa e é editor na Fatherly, companhia que oferece conselhos de especialistas, recomendações de produtos e outros recursos para os pais.

Acesse o Clube da Leitura da Digilândia e confira recomendações de livros sobre como se organizar e ter uma rotina mais produtiva no home office:

Clube da Leitura Digilandia

Defina intervalos para ficar com as crianças

Algumas das técnicas de produtividade mais populares em todo o mundo ajudam profissionais a organizar sua rotina, definir prioridades e manter um alto nível de eficiência enquanto trabalham. Uma dessas técnicas pode ser útil também para planejar intervalos para ficar com os filhos. 

A técnica Pomodoro consiste em separar o tempo em blocos, sendo que cada um deles representa um pomodoro e cada divisão contém 25 minutos. 

A ideia é manter o foco completo em uma única atividade e sem interrupções durante todo esse bloco de tempo. Assim que o pomodoro terminar, você tem direito a um intervalo de 5 minutos.

Essa mesma técnica pode ser usada para que sejam programados os intervalos em que os pais possam interagir com os filhos. Para que funcione melhor, é recomendável que as crianças executem alguma atividade nos mesmos blocos de trabalho dos pais. 

Um bom caminho para conseguir que os filhos mantenham o foco durante todo o tempo que for combinado é oferecer recompensas. Da mesma forma como qualquer profissional gosta de ter seu trabalho reconhecido, as crianças e os adolescentes se sentem mais motivados a cumprir um objetivo quando enxergam uma contrapartida clara.

Importante: os períodos indicados aqui são os mais comuns na Técnica Pomodoro, mas nada impede que sejam adaptados para que fiquem mais compatíveis com as necessidades de cada pessoa. 

Confira também Como abrir uma empresa home office e operar remotamente

Mantenha uma relação de empatia com colegas

Não é possível garantir que todos os colegas ou chefes serão capazes de ter empatia com os pais que dividem o ambiente de trabalho com os filhos. Entretanto, nada impede que seja mantido um canal de comunicação aberto que deixe claro a essas pessoas que poderá haver a necessidade de deixar uma reunião para atender uma solicitação urgente de uma criança. 

Esse raciocínio é válido também para os gestores em relação aos membros de suas equipes. “Outro dia, estava em reunião com meu time e minha filha começou a chorar, porque ela não queria ter mais aula online, queria ir para a escola e ver os amigos. Na mesma hora, falei a eles que não poderia falar mais e que precisava atender a minha filha. Estamos falando de empatia? Tem de haver empatia também com o líder. Saí, falei com ela, acalmei”, comentou Fabile Migon, VP of People & Culture da Zoop, em sua participação no Digicast.  

“Somos humanos e também tenho as minhas situações na minha casa. Se eu não coloco isso para as pessoas, elas não se sentem à vontade em colocar também”, complementou.

Aproveite para conhecer mais sobre a importância da vulnerabilidade com a palestra de Brené Brown.

 

Nem todos os pais e mães podem contar com o auxílio de outra pessoa para ajudar a cuidar das crianças. Para alguns, há limitações financeiras que impedem a contratação de uma babá, por exemplo. Outros vários são divorciados e não podem compartilhar responsabilidades com um cônjuge. Portanto, a vulnerabilidade será ainda maior nessas situações.

É importante admitir que a situação não é a mais confortável e oferece desafios, assim como é imprescindível buscar soluções e testar alternativas para que a missão de trabalhar em home office com filhos não seja traumática nem para os pais nem para crianças e adolescentes.

Inevitavelmente, com a expansão do trabalho remoto, mais profissionais terão de se acostumar a trabalhar em casa na presença dos filhos em algum momento. Aproveite para saber mais detalhes sobre como será o futuro do trabalho pós-pandemia.

Comentários

Este blog tem o orgulho de ter o apoio destas marcas:
Salvar