O que é day trader? Quem pode se tornar esse investidor? O que é swing trade? Como realizar operações de day trade + conceitos básicos.

Em 2022, a Bolsa de Valores Brasileira (B3) alcançou a marca de 4,2 milhões de investidores pessoa física, o que representa uma alta de 26% em relação a 2020. Com mais pessoas aderindo a esse tipo de aplicação, algumas dúvidas começam a se tornar mais comuns, entre elas a pergunta sobre o que é day trader.

Se você está iniciando sua pesquisa sobre investimentos em renda variável ou começou a investir na bolsa de valores e está com interesse em algo mais ousado, chegou ao lugar certo! A seguir, vamos te responder o que é day trader e o que ele faz. Então, continue lendo e solucione suas dúvidas. 

O que é day trader?

Day trader é o investidor que realiza operações de day trade. Mas, afinal, o que isso significa? 

Day trade é uma modalidade de investimento na bolsa de valores, na qual quem aplica seu capital busca rendimentos a curtíssimo prazo. Isto é, a compra e venda de ativos, como ações, é realizada no mesmo dia. 

O objetivo é lucrar com as oscilações diárias do valor desses títulos. Para isso, o day trader compra um lote de ativos por um determinado valor, acreditando que, no mesmo dia, eles passarão a valer mais. 

O lucro obtido é exatamente a diferença entre o valor que ele comprou e vendeu as ações. 

Na prática, toda a análise é feita para identificar quais títulos têm potencial de crescimento ao longo do dia. Para isso, o gráfico do pregão online deve estar aberto o tempo todo durante a operação. 

Por sinal, é a partir da avaliação desses gráficos que o investidor será capaz de identificar qual é o momento certo para vender as ações compradas no início do dia.

É uma operação de alto risco, que tem como benefício as chances de obtenção de uma lucratividade muito acima da média e, por isso, atrai tantas pessoas. 

Quem pode ser um day trader? 

Todo mundo pode se tornar um day trader e ganhar dinheiro com a compra e venda de ações a curto prazo. 

Entretanto, esse é um tipo de operação com um nível de risco elevado, o que demanda cuidado por parte de quem está realizando a aplicação. 

Ou seja, assim como é possível ganhar dinheiro em um dia, também pode-se perdê-lo. E isso costuma acontecer muito rapidamente. 

Entre as características necessárias para ser um bom day trader, estão:

  • busca incessante por conhecimento; 
  • capacidade de realização de análises dos gráficos do home broker; 
  • conhecimento sobre o funcionamento da operação;
  • controle emocional.

Além disso, é recomendado que os investidores day traders tenham uma boa reserva de emergência para equilibrar o risco das operações.

O que é swing trade?

Uma forma similar de aplicação, mas que exige menos agilidade e lida com riscos mais controlados, é a modalidade de swing trade.

Diferente do day trader, que compra e vende ações em até 24 horas, uma operação realizada por um swing trader pode durar entre dois dias até algumas semanas.

A modalidade busca aproveitar as pequenas movimentações do mercado e oscilações nos valores dos ativos. Entretanto, como vimos acima, tem mais tempo para avaliar o cenário e escolher o momento certo de vender os títulos adquiridos. É justamente essa faixa de tempo maior que contribui para reduzir o risco das operações. 

Isso não significa que não estamos lidando com investimentos incertos e ousados. Contudo, em comparação com o day trade, há um maior controle desses elementos. 

Para entender melhor como funciona a modalidade, leia mais em: “Como é possível lucrar com swing trade? Confira 10 dicas para aumentar seus ganhos”. 

Como realizar operações de day trade?

Como falamos, qualquer pessoa pode ser day trader. Porém, para ter sucesso nessa empreitada, é indicado que você se preocupe em acompanhar as boas práticas e investir em conhecimento. 

Confira, logo adiante, alguns conceitos e dicas básicas para quem deseja se tornar um day trader. 

Home Broker

Esse é o nome dado às plataformas que dão acesso ao pregão online em que os ativos, como as ações, são negociados. 

É por meio de um home broker que você fará a compra e a venda dos títulos e, também, a análise dos gráficos que indicam as oportunidades de negociação. 

Para ter acesso a esse sistema, será necessário ter conta em uma corretora de valores, como a Rico e a XP. 

Stop loss e stop gain 

Como mencionamos, o day trade é uma modalidade  de alto risco, mas existem alguns recursos que ajudam o investidor a controlar as perdas. 

Duas dessas funcionalidades são o stop loss e o stop gain, que possibilitam a criação de ordens automáticas de venda ou compra. Para exemplificar, isso contribui para limitar perdas, caso o ativo não esteja performando como o esperado.

Na prática, o stop loss é uma configuração que informa ao sistema o quanto o trader está disposto a perder.

Conhecer esses conceitos e entender como eles funcionam podem auxiliar, principalmente, quem está aprendendo a operar como trader. Então, fica a dica!

Alavancagem

Outro conceito muito importante para todo day trader é o significado da alavancagem. 

Na prática, ela permite que o investidor aplique um valor mais alto do que o que possui na conta da corretora para comprar os ativos. Funciona como uma espécie de empréstimo temporário.

É interessante porque possibilita que você tenha acesso às margens de lucro maiores. 

Como as operações são concluídas no mesmo dia, o investidor recebe ou paga apenas o valor da diferença entre as negociações – e não o montante total.

A alavancagem é feita pela própria corretora pela qual você acessa o home broker. E, para complementar, entenda melhor como funciona, no vídeo abaixo.

Home broker, stop loss, stop gain e alavancagem são termos básicos para quem está em busca de entender o que é day trader e como funciona a operação. 

E, como existe muito mais sobre o assunto, estudar deve ser uma constante na sua vida de investidor. Se você está começando agora, temos outro conteúdo que pode te trazer bons insights, confira:Como investir seu dinheiro melhor e ter mais resultados”. 

Comentários

Salvar