Conheça as principais coberturas de planos de saúde odontológicos e veja as diferenças desde as coberturas básicas até as complexas

Muitas pessoas não dão a devida importância para a saúde bucal e sua higienização. Por conta disso, inúmeros problemas podem ocorrer e, dependendo da situação, pode ser necessário um atendimento de urgência. Para garantir um atendimento rápido e eficiente, é preciso contar com os planos odontológicos.

Um plano odontológico permite que o cuidado com os dentes seja feito de forma mais constante, principalmente porque permite um acesso a exames preventivos, consultas periódicas de forma mais fácil e segura, além do acompanhamento do dentista.

Ter uma cobertura odontológica permite que determinados tratamentos sejam feitos de maneira mais rápida e com o histórico otimizado, como a colocação de aparelho ortodôntico e tratamentos estéticos e de reparação, que ajudam a manter uma saúde bucal mais equilibrada.

No presente artigo abordaremos sobre os planos odontológicos, sua importância e as coberturas que são oferecidas e que podem ser adquiridas no mercado do setor odontológico.

Os planos odontológicos e sua importância

Os planos odontológicos funcionam de maneira parecida aos planos de saúde. Basicamente, ele consiste em um tipo de seguro de proteção que visa cobrir as despesas com o atendimento dental.

Assim, há uma variedade de coberturas e preços que são definidos de acordo com as operadoras dos seguros odontológicos e pacotes prestados.

A grande diferença dos planos odontológicos é que, ao contrário dos planos de saúde, o valor dos serviços não são cobrados de acordo com a idade do beneficiário e tendem a ter um valor reduzido – quando comparados.

Os planos odontológicos mais procurados são aqueles que possuem uma cobertura mais simples para problemas mais comuns como a prevenção e o cuidado com problemas diversos, como:

  • Cáries;
  • Tártaros;
  • Danos nas gengivas;
  • Placas bacterianas.

Os planos odontológicos também podem permitir um acesso mais facilitado para procedimentos mais complexos, como é o caso dos implantes dentários e com coberturas exclusivas para tratamentos estéticos, como a colocação de lente de contato dental.

Isso porque o valor da cobertura quase sempre é menor do que pagar o procedimento de forma particular.

No tópico abaixo compreenderemos algumas das coberturas que são oferecidas pelas maiores operadoras de planos odontológicos.

As coberturas dos planos odontológicos

As operadoras de seguro odontológico oferecem para os pacientes uma série de opções e que atendem a todas as demandas, dos procedimentos mais tradicionais aos mais complexos.

Assim, é importante que durante o contrato – antes de assinar os documentos – todos os serviços que são oferecidos, sejam avaliados/lidos para que as expectativas sejam atendidas.

A Agência Nacional de Saúde, que regula os planos de saúde e odontológicos, faz com que os planos ofereçam serviços básicos pré-determinados que são cruciais. 

Além disso, as operadoras podem oferecer serviços extras para que outras necessidades sejam mais atendidas.

Assim, procedimentos como implante dentário, aparelhos e clareamentos são alguns dos serviços que podem ser oferecidos de modo a complementar os pacotes.

Também é importante verificar qual o tamanho da rede credenciada, o período de carência e quais são as taxas. Afinal, esses são elementos que devem ser vistos com bastante atenção.

Abaixo falaremos sobre as coberturas básicas e as mais complexas.

Cobertura básica

A cobertura básica é a mais simples de todas e inclui procedimentos e tratamentos obrigatórios determinados pela Agência Nacional de Saúde (ANS). 

Esse tipo de cobertura é indicado para as pessoas que querem manter uma periodicidade no tratamento bucal e que não precisam de tratamentos específicos, como clareamento dental, apenas acompanhamentos tradicionais.

Essa cobertura atende as consultas periódicas para diagnóstico e acompanhamento de emergência e urgência também.

Entretanto, algumas coberturas básicas não atendem alguns tipos de tratamentos, como alguns exames laboratoriais. Assim, é fundamental fazer a verificação durante a contratação. 

Dentre alguns testes que geralmente são cobertos estão: testes de saliva, pH salivar, exame anatomopatológico.

As radiografias seguem o mesmo padrão dos exames, ou seja, nem todas são cobertas pelo plano básico. 

As radiografias que geralmente são cobertas são a radiografia das coroas, das raízes e dos ossos dos dentes, conhecidos como periapical. 

A radiografia oclusal, que visa verificar o nascimento e o crescimento dos dentes e o bite wing (alinhamento das arcadas dentárias) também podem ser realizados.

As coberturas básicas dos planos odontológicos também contemplam alguns tratamentos e procedimentos preventivos, entre as quais podemos incluir as profilaxias (que é uma limpeza profunda que visa a raspagem do tártaro) e a aplicação de flúor.

Já entre os procedimentos de média complexidade estão, por exemplo, a colagem de fragmentos dentais e o tratamento de canal, chamado de endodontia e é quando ocorre a extração da polpa dentária.

Algumas coberturas básicas, a depender das operadoras, incluem também tratamentos contra as doenças nas gengivas e até mesmo cirurgias na região – bem como alguns de reparação.

No mesmo sentido, a maioria das operadoras, incluem, com uma pequena taxa, a colocação do aparelho dentário, por se tratar de um procedimento bastante procurado pelas pessoas. Contudo, dificilmente a cobertura é ampliada para os modelos estéticos. 

Há outras especialidades incluídas na cobertura básica e que dependerão da operadora e dos níveis de cobertura básica, como a odontopediatria, as biópsias e pequenas cirurgias.

Coberturas com serviços extras

A modalidade de coberturas extras são destinadas às pessoas que querem procedimentos a mais e que atendam algumas demandas como próteses, implantes e até mesmo clareamento dental.

Os planos que possuem maiores serviços e procedimentos estão sujeitos em sua completude às definições da operadora de planos odontológicos e que variam de um serviço para o outro, inclusive os serviços de carência.

Planos odontológicos para procedimentos estéticos

Há planos odontológicos ainda mais específicos e que pressupõem um tipo de procedimento mais cuidadoso, é o caso dos tratamentos estéticos.

Assim, as operadoras disponibilizam modalidades de planos odontológicos voltados somente para esse tipo de demanda, ou aqueles que cobrem as demais demandas com esses procedimentos mais complexos também inclusos.

Alguns dos procedimentos existentes são as próteses, aparelhos ortodônticos, clareamentos dentais, implantes, facetas e lentes de contato dental.

Há ainda coberturas mais específicas que atendem determinados tipos de procedimentos.

A extensão dos planos odontológicos e os procedimentos cobertos, dependerão da operadora e do tamanho da rede credenciada. 

Assim, é importante verificar sempre os detalhes, para entender se a sua demanda será atendida, os valores e demais especificidades e burocracias necessárias, verificando o melhor custo-benefício e segurança.

Ter um plano odontológico contribui muito para manter a saúde bucal, principalmente por garantir um acesso mais facilitado, mais adequado e mais seguro a profissionais de qualidade e que possuem um comprometimento com sua saúde bucal, tudo com o registro de atendimentos atualizados e centralizados.

Deste modo, da cobertura básica até as mais complexas, ter um plano odontológico ajuda e muito a manter a qualidade de vida, não somente sua, mas também da sua família. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Clínica Ideal, plataforma especializada em marketing e gestão para consultórios e clínicas odontológicas.

Comentários

Este blog tem o orgulho de ter o apoio destas marcas:
Salvar