Se você está pensando em se aventurar no empreendedorismo, deve estar se questionando sobre como abrir uma empresa, certo? A verdade é que, apesar de parecer burocrático e complexo, abrir uma empresa pode ser mais simples do que você imagina. Especialmente se você quer começar um negócio individualmente, como no caso de um EI, EIRELI

Se você está pensando em se aventurar no empreendedorismo, deve estar se questionando sobre como abrir uma empresa, certo?

A verdade é que, apesar de parecer burocrático e complexo, abrir uma empresa pode ser mais simples do que você imagina. Especialmente se você quer começar um negócio individualmente, como no caso de um EI, EIRELI ou atuar como MEI.

Para te mostrar como pode ser rápido e seguro fazer esse processo, hoje vamos apresentar um guia detalhado de como abrir uma empresa. Quer saber tudo para começar o seu negócio? Então, continue a leitura!

Como abrir uma empresa? Checklist essencial

Como abrir uma empresa é uma dúvida frequente entre aqueles que estão começando a empreender. Assim como para aqueles que já possuem seus próprios negócios, mas que se atentaram à importância de formalizar seu empreendimento.

Seja qual for seu caso, a boa notícia é que o processo pode ser bem tranquilo. E você pode ter o CNPJ do seu negócio ativo em quatro passos básicos:

  1.  Escolha o formato jurídico e regime tributário
  2.  Faça a inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica
  3.  Registre o CNPJ na Junta Comercial
  4.  Solicite o Alvará de Funcionamento

A seguir, veja o que fazer em cada uma das etapas de como abrir uma empresa.

1.  Escolha o formato jurídico e regime tributário

O formato jurídico e tributário de uma empresa depende de alguns fatores como: capital social, faturamento anual, se há sócios e funcionários, entre outras características.

Por isso, é indispensável que você tenha todas essas informações em mente antes de partir, de fato, para a abertura da sua empresa.

Para quem deseja atuar individualmente, ou seja, sendo o único titular da empresa, as opções de formato jurídico são MEI, EI e EIRELI. Abaixo, veja quais regras e formas de atuação de cada um deles:

MEI

O Microempreendedor Individual é o formato utilizado por profissionais autônomos para regularizar a sua atuação.

Nessa categoria, o empreendedor pode faturar até R$81 mil por ano e ter um funcionário.

É importante lembrar que para atuar como MEI é preciso conferir se sua profissão está entre as CNAEs permitidas. Além disso, o MEI atua sob o regime tributário Simples Nacional.

EI

A Empresa Individual é outra forma de como abrir uma empresa para atuar sozinho. Nesse caso, diferente do MEI, pode-se ter um faturamento anual de até R$360 mil.

Além disso, o empreendedor pode optar pelo regime tributário que mais se adequar a sua realidade, pois não está automaticamente atrelado ao Simples Nacional, como o MEI. Por fim, também não há limite de contratações.

EIRELI

Uma empresa EIRELI pode ser uma Microempresa (ME) ou uma Empresa de Pequeno Porte (EPP).

Nesse caso, o principal diferencial do formato jurídico é a separação entre os bens empresariais e os bens pessoais do empreendedor.

Em relação ao faturamento anual, uma ME pode receber até R$360 mil, enquanto uma EPP pode faturar até R$4,8 milhões.

E para abrir uma empresa EIRELI, há uma exigência: é preciso ter um capital social de pelo menos 100 salários mínimos. 

Já entre os regimes tributários, exceto pelo MEI, é possível optar entre:

Vale lembrar que apenas para o formato jurídico MEI não é obrigatório ter um serviço de contabilidade. Todos os outros regimes exigem a presença de um contador desde o processo de abertura do CNPJ.

2.  Faça a inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica

Com o formato jurídico escolhido e o regime tributário também, é hora de iniciar, de fato, a abertura do CNPJ, o segundo passo de como abrir uma empresa.

Se você optou pelo MEI, esse processo pode ser feito quase integralmente pela internet, em poucos passos, no Portal Gov para Empresas e Negócios. Já para EI ou EIRELI, você deve acessar a Rede Sim da Receita Federal.

Para essa etapa, você precisará ter em mãos alguns documentos que serão exigidos. Em geral, os documentos individuais solicitados são:

  • RG;
  • CPF;
  • Título de Eleitor;
  • comprovante de endereço residencial ou comercial;
  • as duas últimas declarações de IRPF, se necessário.

Depois que todas as informações são fornecidas, basta aguardar o tempo informado para ter o CNPJ.

3. Registre o CNPJ na Junta Comercial

Com o CNPJ em mãos, o próximo passo de como abrir uma empresa é fazer o seu registro na Junta Comercial.

Essa etapa é muito importante durante a formalização de um negócio, pois, apenas com a Inscrição Estadual (no caso de empresas de comércio ou indústria) ou Inscrição Municipal (empresas prestadoras de serviços) pode-se emitir notas fiscais.

Além disso, as inscrições atuam como identificador de uma empresa e representam a autorização para o seu funcionamento no território municipal e/ou estadual.

4. Solicite o Alvará de Funcionamento

Por fim, não podemos falar sobre como abrir uma empresa sem incluir a etapa de solicitação de alvará.

Esse documento é, em geral, feito junto a Prefeitura da cidade de atuação, e comprova se a empresa está apta ou não para atuar em um determinado local.

O alvará é muito importante para empreendimentos que serão realizados em espaços comerciais, mas, em alguns casos, mesmo em um endereço residencial o documento pode ser exigido.

Especialmente se a atividade a ser desempenhada envolver carga, descarga e armazenamento de mercadorias.

Nem toda empresa precisa passar por essa fase, por isso é importante contar com um serviço de contabilidade que possa analisar o seu caso individualmente e verificar a necessidade dessa ou outras licenças mais específicas. 

Conte com um serviço de contabilidade online para otimizar o processo

Como abrir uma empresa exige alguns passos indispensáveis, mas não é tão difícil como se imagina. Deu para perceber?

Ainda assim, para algumas pessoas, realizar e acompanhar todas essas etapas, pode ser complicado.

Nesse caso, a melhor saída é contar com uma solução de contabilidade online como o Qipu para fazer todo o processo de abertura por você.

No vídeo a seguir, você pode conferir quais os benefícios de contar com um contador online durante a abertura e por todo o tempo em que sua empresa estiver ativa. E isso vale até mesmo para o Microempreendedor Individual.

Este post foi escrito pela equipe do Qipu, uma solução de contabilidade online usada por mais de 400 mil empreendedores.

Comentários

Este blog tem o orgulho de ter o apoio destas marcas:
Salvar