Garantia não cobre danos no aparelho. Veja o que fazer para não perdê-lo!

Quem tem celular sabe que até mesmo dentro de casa ele corre perigo. Qualquer tombo pode fazer com que a tela fique totalmente quebrada. Mas alguns acidentes podem comprometer tanto a estrutura do aparelho, que são capazes de deixá-lo inutilizável.

Um seguro para celular ajuda em casos de perda ou de roubo, mas o que fazer quando ele sofre um acidente ou quando ele cai na água?

Quando um problema do tipo acontece, o usuário precisa agir rápido. Afinal, esses acidentes não são cobertos pela garantia, mesmo que o celular tenha acabado de sair da loja. Veja como proceder quando o celular cai na água.

Desligue o aparelho

Quando o celular cai na água, o primeiro procedimento é desligá-lo. Enquanto estiver ligado, ele vai continuar trabalhando, o que é um risco ainda maior para que ocorra um curto-circuito. Lembre-se de que o contato com qualquer líquido pode afetar consideravelmente os componentes eletrônicos.

Retire a bateria e o cartão SIM

É preciso que tudo o que for removível seja retirado. Portanto, retire a bateria, o cartão sim e o de memória, se houver.

Smartphones mais modernos costumam vir com a bateria soldada na estrutura ou com a tampa traseira colada. Nesse caso, fique um pouco mais tranquilo: é uma camada a mais de proteção para o aparelho.

Incline o celular na direção dos buracos

Celulares contam com entradas para fone de ouvido, carregador, cartão USB e outros dispositivos. Esses “buraquinhos” acabam funcionando também como entrada para líquidos. Por isso, outra ação importante é virar o aparelho em direção a essas entradas para que a água possa sair.

Seque as peças

Se o seu celular permite a abertura e todas as peças soltas foram retiradas, pegue um papel-toalha ou um pano seco e comece a enxugar tudo. Lembre-se de que os componentes são delicados, portanto é essencial ter leveza nesse processo.

Não aqueça o celular

A tentação de usar um secador é grande, mas isso pode prejudicar a secagem. Como o vapor é quente, a tendência é que o ar suba, ou seja, ele acaba voltando para o aparelho e mantendo-o molhado.

O sol também é um inimigo. Ele pode até ajudar um pouco, mas as chances de promover um superaquecimento são grandes. Portanto, faça o possível para que o celular não fique aquecido.

Coloque-o em um pote de arroz

O que parecia uma lenda pode ajudar bastante a recuperar o seu aparelho. O arroz é um coletor de umidade muito potente. Na lavoura, por exemplo, ele precisa de uma imensa quantidade de água para sobreviver. Em casa, no entanto, seu trabalho será consideravelmente mais lento, mas se o celular for do tipo desmontável, o procedimento será mais tranquilo.

Pegue um pote que seja grande o suficiente para que o celular fique coberto de arroz por inteiro. O ideal é que o aparelho fique na horizontal. Encha-o de arroz até que ele esteja completamente coberto. Deixe-o nessa posição por, no mínimo, 24 horas.

Um bom substituto para o arroz é a sílica gel. Apesar de mais potente, é um pouco mais difícil de ser encontrada.

Faça um seguro para celular

Quem já tem medo de ficar sem o aparelho por perda ou por roubo pode aderir ao seguro para celular. Além de proteger desses riscos, que comprometem seriamente a segurança do usuário, a proteção também cobre a quebra do aparelho.

O seguro pode ser pago semanal ou mensalmente. Caso o usuário fique sem aparelho, a operadora poderá pagar uma indenização ou conceder um aparelho novo.

Em alguns casos, o seguro também cobre quebra de tela ou perda de bateria. Porém, é preciso conversar com a empresa para entender qual a cobertura do plano contratado.

Comentários

Salvar