Entenda como desenvolver a inteligência emocional e alcançar qualidade de vida diante das pressões da rotina no trabalho remoto

Caso prefira áudio em vez de texto, basta clicar no play abaixo! 😉

Independentemente do mercado onde trabalhamos, convivemos constantemente com o desejo de sermos mais produtivos. Há a ideia de que mais esforço gerará mais entregas e, consequentemente, mais sucesso. Quando o trabalho remoto está inserido neste cenário, a busca pela produtividade pode se tornar um dilema ainda maior.

Muitos profissionais se preparam para trabalhar no regime home office e, aos poucos, aprendem quais rotinas podem tornar seu dia a dia mais produtivo e alcançar melhor qualidade de vida. Porém, nem todos se adaptam rapidamente à nova modalidade de trabalho e, assim,  podem ser gerados dois obstáculos para uma relação saudável com o trabalho.

Para alguns, a sensação de que não estão sendo produtivos o suficiente pode se tornar uma pressão excessiva. Já para outros profissionais que trabalham remotamente, o grande inimigo será o trabalho em excesso.  

“O fato é que é fácil transformar o trabalho em seu hobby favorito. (…) E se o trabalho consome muito tempo, o trabalhador está mais próximo do burn out. Isso é verdade mesmo se a pessoa amar o que faz”, alerta o livro Remote, uma das principais publicações sobre trabalho remoto.

Assim, a dificuldade para lidar com as tarefas diárias amplia as sensações negativas e logo uma bola de neve é criada. A pressão pode crescer ao ponto de abalar seriamente a saúde mental.

Para evitar que isso aconteça, é fundamental desenvolver a inteligência emocional e definir os melhores caminhos para cumprir todas as tarefas de trabalho. Aqui, apresentaremos alternativas para ajudar profissionais que precisam se adaptar ao trabalho remoto e manter a produtividade sem que isso seja desgastante. 

Você verá dicas de pessoas que já trabalham nesse modelo há alguns anos, orientações de profissionais e instituições de saúde, assim como sugestões de aplicativos que podem ajudar no desenvolvimento da saúde mental e a ter mais qualidade de vida.

Inteligência emocional no trabalho

Na década de 1990, o psicólogo estadunidense Daniel Goleman criou o termo “inteligência emocional”. O assunto ganhou ainda mais relevância quando ele publicou um livro com esse mesmo nome. Desde então, o desenvolvimento de habilidades para lidar com as diferentes emoções relacionadas ao trabalho vem adquirindo ainda mais importância.

Em 1997, foi lançado o livro Inteligência Emocional no Trabalho, escrito por Hendrie Weisinger. O autor destaca que mesmo as empresas se beneficiam de profissionais com mais equilíbrio emocional. Afinal, funcionários mais criativos, mais realizados e mais entusiasmados certamente produzem mais e melhor.  

Livro Inteligência Emocional no Trabalho

Para desenvolver a inteligência emocional desenvolvida, é preciso reconhecer e avaliar sentimentos próprios e de quem está ao seu redor. Também é imprescindível gerir bem essas emoções, ser responsável pela própria motivação e por desenvolver bons relacionamentos interpessoais.

Um passo fundamental para atingir esse objetivo é o autoconhecimento. Identificar pontos fortes e, principalmente, as limitações é determinante para evitar a perda de controle emocional no trabalho. É preciso compreender o que gera felicidade e motivação, assim como quais são as causas para frustração.

Profissionais com alta inteligência emocional são aqueles que aprendem a lidar com emoções negativas e com a pressão do dia a dia. Lembre-se que por mais que a busca pela produtividade deva ser levada em consideração, não somos máquinas capazes de manter o mesmo rendimento a todo momento.

Dicas para ter mais qualidade de vida no trabalho remoto

Um dos grandes trunfos do trabalho remoto em relação ao trabalho presencial é o aumento da qualidade de vida. Ao permanecer em casa, as pessoas não precisam encarar o trânsito até o escritório e podem ter mais tempo para realizar seus hobbies e atividades que proporcionam mais prazer.

Porém, para que a qualidade de vida realmente se torne uma realidade é importante ter organização e controle sobre as tarefas do dia a dia. Caso contrário, o caminho pode ser mais horas trabalhadas e pouco tempo para outras atividades.

“Os primeiros três meses foram decisivos para eu entender como funcionava o trabalho remoto. Sempre tive na cabeça que trabalhar remotamente é maravilhoso, que eu conseguiria fazer um monte de coisa ao mesmo tempo e tocar alguns projetos paralelos. Mas, na verdade, eu me vi trabalhando demasiadamente, sem uma rotina estruturada e sentindo muita falta de pessoas”, relembra Amanda Alvernaz, gerente de marketing internacional do Trello.

Aos poucos, ela identificou quais alternativas poderiam tornar sua rotina de trabalho mais produtiva e prazerosa. “Sempre falo que ao começar é muito importante ter uma pessoa, um mentor, seja o seu gerente ou alguém da empresa com quem você possa conversar e trocar ideias de como você está se sentindo a cada dia. Isso ajuda a abrir os horizontes de como você pode trabalhar melhor remotamente, de casa ou do lugar que você escolheu”, acrescenta.

No trabalho home office, as interrupções não são tão comuns quanto no escritório e os profissionais têm mais controle sobre seus horários. Para tornar a rotina mais produtiva, é O importante identificar os horários ideais para realizar cada tipo de tarefa.

“Um acerto foi ter criado uma rotina de entender qual é o meu melhor horário para trabalhar em questões em que preciso do meu mental mais forte ou então quando tenho de fazer coisas que são em grupo. Eu entender, realmente, como funciono como pessoa. Isso foi uma dádiva, porque, no fim das contas, com o trabalho remoto, consigo adequar meus horários de trabalho”, ressalta Amanda.

Como desenvolver uma liderança remota saudável

A necessidade de buscar uma rotina mais saudável não trabalho remoto envolve também os profissionais em cargos de liderança. Gerir profissionais a distância pode ser desgastante caso não haja a comunicação adequada com a equipe.

“Para a empresa funcionar, você tem de fazer a comunicação da melhor forma possível. E isso exigirá planejamento e regras claras. Dá trabalho, é chato, mas é chave no trabalho remoto”, alerta Rafael Damasceno, co-fundador da Supersonic, empresa que opera desde sua fundação no regime de trabalho remoto.

Enquanto a Supersonic foi planejada para que todos os profissionais trabalhassem em home office, muitas empresas foram obrigadas a mudar seus regimes de trabalho diante do isolamento social provocado pela pandemia de Covid-19.

Esse cenário levou a uma série de incertezas, inclusive sobre como os líderes deveriam se comportar. Para os gestores que não estão à rotina de trabalho remoto, são comuns às dúvidas sobre como manter a produtividade das equipes. 

Rafael Damasceno destaca que é imprescindível evitar o microgerenciamento, senão a rotina de trabalho trará desgastes mesmo para os líderes. “Se você sente necessidade de microgerenciar as pessoas é porque você não confia no seu time. Portanto, o buraco é muito mais embaixo. Abrir mão do microgerenciamento libera estresse e tempo de todo mundo para produzir mais”, salienta.

A importância de atividades físicas para qualidade de vida

O aumento da produtividade no trabalho e o ganho qualidade de vida não estão ligados apenas à maneira como lidamos com nossas tarefas do dia a dia. O que fazemos também quando não trabalhamos é determinante para o nosso desempenho.

Realizar atividades físicas traz um corpo mais saudável e também uma mente mais preparada para lidar com as pressões da rotina de trabalho. 

Entrevistado na primeira edição do Digicast, Fernando Pacheco, autor do livro O Caminho dos Líderes, deixou um recado: não abra mão da atividade física ou do hobby.  

“Por que o esporte pode ser um fator decisivo nisso tudo? O hobby ou a prática esportiva tiram do óbvio. O esporte tem a vantagem que faz com que você seja obrigado a vivenciar o momento, quase que em totalidade, para dar certo. E isso é muito poderoso no dia de hoje, em que temos muita distração, pensamento muito rápido”, destacou. 

Cada profissional deve identificar qual atividade física será a ideal para si. Citada anteriormente aqui, Amanda Alvernaz, gerente de marketing internacional do Trello, dedica-se ao montanhismo e à escalada.

“A escalada e o montanhismo são coisas que, realmente, reativaram minha vida. Se eu passo o fim de semana escalando, eu chego para trabalhar com outra energia. A escalada me ajudou também muito no trabalho da minha confiança, na parte de liderança. O hobby ajuda a melhorar seu relacionamento no trabalho, a sua gestão, seja você gerente ou não. Pode ser a autogestão”, observou.

Como preservar a saúde mental no trabalho

Diante da pandemia de coronavírus, muitas pessoas foram obrigadas a mudar suas rotinas e a trabalhar de casa. O isolamento social limitou também as atividades ao ar livre e impediu o convívio com familiares e amigos. Esse cenário levou a Organização Mundial de Saúde (OMS) a criar um guia com cuidados para a saúde mental durante a pandemia.

Em relação aos cuidados com o isolamento social e que são válidos também para as atividades de trabalho remoto, a OMS orienta:

  • Fique em contato e mantenha sua rede de amigos e conhecidos, ainda que isolado tente ao máximo manter sua rotina e crie novas. Se as autoridades de saúde recomendaram distância física para conter o surto, você pode manter a proximidade digital com e-mails, redes sociais, telefone, teleconferências;
  • Durante esse período de estresse, esteja atento a seus sentimentos e demandas internas. Envolva-se com atividades saudáveis e aproveite para relaxar. O exercício constante, o sono regular e uma dieta balanceada ajudam. Mantenha tudo em perspectiva. Os agentes de saúde em todos os países estão atuando para que os mais afetados pela pandemia recebam assistência e cuidados.
  • Uma enxurrada constante de notícias sobre o surto pode levar qualquer um à ansiedade e ao estresse.  Siga as notícias confiáveis e evite boatos e “fake news” que vão somente causar mais desconforto e dissabor.

Banner Digicast

Aplicativos que ajudam na saúde mental e na qualidade de vida no trabalho

A tecnologia permitiu o desenvolvimento de diversas ferramentas úteis para o home office e o trabalho remoto. Além disso, trouxe ainda diferentes aplicativos que nos permitem ter uma melhor qualidade de vida. 

A seguir, listamos alguns apps que promovem a saúde mental.

Happify

Com o apoio de especialistas em psicologia cognitivo-comportamental, Happify é um aplicativo que carrega diversas atividades, exercícios e jogos rápidos para aumentar os níveis de felicidade. 

Os desenvolvedores afirmam que 86% dos usuários se sentem mais felizes em dois meses de utilização do programa. O app também oferece meditações guiadas e rastreadores de progresso.

Headspace

Headspace é um dos apps mais populares de meditação, com exercícios voltados para ansiedade, sono, crises emocionais, crescimento pessoal ou até mesmo meditações ativas, feitas durante corridas e caminhadas. 

Brain.fm

O Brain.fm usa conhecimentos de neurociência auditiva e inteligência artificial para personalizar uma lista de reprodução de músicas para obter foco, relaxamento ou sono. O aplicativo é pago, mas possui versão de teste com 5 utilizações gratuitas.

Forest: mantenha o foco

Forecast é um aplicativo de produtividade e promoção de impacto social. O app usa elementos de gamificação para manter o usuário longe das redes sociais enquanto precisa desenvolver uma tarefa. Ao iniciar o jogo, é plantada uma árvore, que cresce e dá frutos à medida em que o usuário se mantém afastado do celular ou computador. Ao fechar o aplicativo, a árvore morre, e você é obrigado a recomeçar. 

A desenvolvedora do app fez uma parceria com uma organização de plantio de árvores reais, para plantar árvores à medida que os jogadores gastam moedas do jogo. 

Pomodoro Timer Lite

Pomodoro é uma das técnicas de produtividade mais conhecidas em todos os mundo. O método permite o gerenciamento de tempo por meio de cronometragens de 25 minutos e pequenos intervalos. 

O Pomodoro Timer Lite é um aplicativo grátis de pomodoro que permite personalizar os intervalos de acordo com o perfil do usuário, com períodos curtos ou longos.

Buddihfy

Buddihfy é um app que oferece soluções baseadas em meditações diárias. Os desenvolvedores criaram um método chamado “meditação on-the-go”, que permite que o usuário atinja a atenção plena enquanto desempenha diversas atividades do dia a dia, como ao fazer refeições, se deslocar para o trabalho ou escovar os dentes.

As meditações duram de 4 a 30 minutos, e podem ser feitas por usuários inexperientes ou avançados.

Sanvelllo

O Sanvello acompanha a rotina do usuário, com análise do humor durante o dia, da qualidade do sono e da frequência de atividades físicas realizadas. Também traz aulas de meditação para momentos rápidos no meio do dia.

Cingulo

O Cingulo é um aplicativo de terapia guiada que busca ajudar no cuidado com saúde mental e emocional. Ele realiza testes de personalidade que traçam o perfil do usuário, além de trazer técnicas de autocontrole e autoconhecimento e exercícios para incluir na rotina. 

Space

Apontado pelo Google Play como um dos aplicativos mais essenciais para o cotidiano, o Space é um app e extensão desenvolvido para evitar o vício por celular e computador. Ele permite rastrear hábitos durante o uso da internet, para determinar um perfil comportamental e estabelecer metas de quebra de vícios. 

Há acompanhamento e compartilhamento de progresso diário. Também é disponibilizado um curso de 8 dias para solidificar as mudanças de hábitos.

Quality Time

Quality Time é um app que se propõe a promover um “detox digital”. Todas as atividades no dispositivo móvel durante um dia ou semana são monitoradas. 

Com base nos relatórios gerados, o usuário consegue avaliar quanto tempo é gasto em cada aplicativo e personalizar configurações para que o aparelho bloqueie outros apps depois de algum tempo de utilização diária.

Zen

Zen é um app que traz programas, exercícios, jornadas e cursos em formato de áudio, texto e vídeo, com a promessa de englobar áreas da Mente, Corpo e Alma. É umas alternativas mais indicadas para quem busca um aplicativo de meditação.

Seja trabalhando remotamente ou em escritórios, é imprescindível desenvolvermos nossa inteligência emocional e controlarmos nossa saúde mental. Somente assim, conseguiremos atingir a qualidade de vida que tanto desejamos.

Aproveite para saber como a transformação digital impactará os negócios e nossas relações interpessoais.

Comentários

Este blog tem o orgulho de ter o apoio destas marcas:
Salvar