A árvore genealógica serve para descobrir a história de nossos antepassados. Como o Brasil é um país multicultural, ou seja, com imigrantes de várias partes do mundo, alguns documentos importantes foram perdidos. 

Porém, graças aos avanços tecnológicos, é possível utilizar ferramentas para descobrir mais sobre a história de sua família. Sendo assim, se você quer fazer a sua árvore genealógica, descobrir algumas dicas pode ajudar. 

Dicas para descobrir a sua árvore genealógica 

O Brasil é um país multicultural, ou seja, com imigrantes de várias partes do mundo. E, para descobrir mais sobre o antepassado de sua família, o primeiro passo é fazer a sua árvore genealógica. 

Porém, assim como acontece com o teste de covid, muitas pessoas têm dúvidas de como descobrir a sua árvore genealógica. Felizmente, graças aos avanços tecnológicos, é possível encontrar informações para complementar a sua pesquisa. 

Embora traçar a árvore genealógica de sua família não seja uma tarefa fácil, a internet serve como uma forma de te auxiliar. Portanto, se você tem esse objetivo em mente, veja algumas dicas eficazes: 

1. Faça pesquisas na internet 

Os usuários podem encontrar informações valiosas sem sair de casa, através de sites exclusivos e gratuitos, é fácil descobrir a história de sua família. Uma das plataformas é a Family Search.

Ao acessar essas páginas, é possível encontrar documentos importantes de imigrantes desde o ano de 1902 a 1980. Porém, esse não é o único site com esse objetivo, focado em facilitar a sua pesquisa. 

Existe também o Geneanet, que conta com mais de 3 milhões de usuários, além de 6 bilhões de pessoas incluídas nas árvores genealógicas. Então, se você pretende descobrir a sua árvore, faça pesquisas em plataformas da internet. 

2. Utilize as bibliotecas de genealogia 

Primeiramente, é importante citar que existem bibliotecas exclusivas para o armazenamento de genealogia, uma delas é a Biblioteca Genealógica de Lisboa, assim como a Salt Lake City. 

Ambas oferecem acesso exclusivo às bibliotecas genealogistas. Atualmente, existem mais de 3 bilhões de nomes de pessoas incluídas nessas bibliotecas, todas ao redor de cinco continentes. 

3. Acesso ao museu de imigração

Uma outra maneira de fazer suas pesquisas de árvore genealógica é através do museu de imigração. Localizada na região de São Paulo, ele mantém a salvo as informações de imigrantes. 

Vale ressaltar que os documentos dos imigrantes que estão armazenados são desde o século 19 a 20. Ter acesso a essas informações é essencial, principalmente para auxiliar em sua pesquisa. 

Como construir a sua árvore genealógica? 

Agora que você conhece as principais dicas para encontrar informações dos imigrantes, o próximo passo é começar a construir a sua árvore genealógica. Então, para que seu trabalho seja facilitado, veja o passo a passo: 

  1. Escreva o nome de todas as pessoas que deseja incluir na árvore. Esse procedimento pode ser feito em uma plataforma ou em um papel. Comece por você mesmo e, na sequência, acrescente mais informações nas ramificações. 
  2. Defina quais são as informações que você deseja acrescentar. Tenha em mente que essa árvore é a história de sua família, mas é importante criar um checklist com as informações que encontrou e que faltam. 
  3. Faça pesquisas de seus antepassados. É importante que você tenha paciência, pois, às vezes, encontrar essas informações será complicado. Acesse as plataformas citadas acima ou converse com seus parentes mais velhos, adicionando os dados relevantes. 
  4. Finalize a criação de sua árvore! Depois de encontrar todas as informações que precisava, é o momento de criá-la. Lembre-se de utilizar algumas ferramentas da internet para facilitar o seu trabalho. 

Sites para criar a sua árvore genealógica

Agora que você conhece o procedimento necessário e tem acesso aos dados, veja alguns sites disponíveis. Lembre-se que essas plataformas digitais servem para facilitar o seu trabalho de criação: 

1. MyHeritage

De todas as plataformas que existem com esse objetivo, a mais conhecida é a MyHeritage. Nela, além de inserir as informações de sua família, é possível encontrar dados que faltam através do banco de dados. 

2. Geneanet

Antes de mais nada, é importante dizer que o Geneanet funciona como o MyHeritage. Então, além de auxiliar na criação de sua árvore, também é possível encontrar dados relevantes através do banco de dados. 

Além disso, você também inclui os dados de sua família, facilitando a criação das árvores genealógicas de outras pessoas com o mesmo interesse. Sendo assim, você estará contribuindo com o banco de dados. 

3. Genoom

A terceira plataforma que oferece a criação de árvores genealógicas é o Genoom. Porém, diferente das primeiras opções, o site não possui um banco de dados que possa servir como apoio para a sua árvore. Mas é possível criar um gráfico bonito e eficiente de sua família. 

4. Geni

Por fim, a plataforma Geni funciona como a Genoom. Mas diferente da anterior, ela conta com um banco de dados, com um layout eficiente e bonito, para armazenar todas as suas informações.

Comentários

Este blog tem o orgulho de ter o apoio destas marcas:
Salvar