Se você deseja dar o primeiro passo para começar a atuar no mercado financeiro, saber quais são os tipos de investidores vai te ajudar. 

Um ponto importante é entender que tipo de investidor é totalmente diferente do perfil do investidor. E compreender essas diferenças vai fazer com que você avalie as características que o mercado pede e as habilidades que já possui.

Dessa forma, vai conseguir se imaginar em um cenário favorável e isso vai te ajudar a dar o start que precisa. Veja a seguir quais são os principais tipos de investidores.

Perfil e tipos de investidores: qual é a diferença?

Antes de mais nada, você precisa entender qual é a diferença entre perfil e tipos de investidores. 

Dessa forma, será possível identificar o melhor cenário para começar a sua jornada no mercado de investimentos.

Tipo de investidor

Quando trata-se de tipo, refere-se às características gerais desses investidores. 

Por exemplo, se ele é uma pessoa física, se é um investidor profissional, qualificado ou até mesmo de cunho institucional.

Portanto, o tipo de investidor tem a ver com o investidor em si. 

Dessa forma, a classificação considera se alguém é profissional, individual, qualificado ou não-residente. Quer mais detalhes? Confira os tipos a seguir!

Perfil de investidor

Quando trata-se de perfil, entende-se que está relacionado ao nível de tolerância no que diz respeito aos riscos.

Dessa forma, é possível dizer que todo mundo que investe possui um perfil, de acordo com os seus ideais, necessidades, metas e recursos.

Isso quer dizer que há pessoas no mercado financeiro com uma pegada mais conservadora, enquanto outras menos. 

Para entender melhor, separamos os principais perfis de investidores:

  • Perfil conservador;
  • Perfil moderado;
  • Perfil arrojado.

O perfil de um investidor pode mudar no decorrer da sua jornada, assim como também pode mesclar conforme os objetivos e tipos de ativos que ela busca atingir. 

Além disso, é possível um investidor ter as características de mais de um perfil.

Os 5 tipos de investidores

Para você entender melhor, veja a seguir alguns tipos de investidores que existem no mercado financeiro. 

Veja a seguir os principais conceitos para explicar os tipos de investidores existentes.

Investidor qualificado

Um tipo de investidor qualificado pode ser pessoa física ou jurídica. Ele costuma ter, pelo menos, R$1 milhão de patrimônio que são aplicados em investimentos.

Caso não tenha o patrimônio estimado acima, a CVM também considera como investidor qualificado as pessoas que tenham os seguintes certificados:

  • CGA (Certificação de Gestores Anbima);
  • CEA (Certificação de Especialista em Investimentos);
  • CFP (Planejadores Financeiros); e 
  • CNPI (Analistas de investimentos).

O investidor qualificado possui algumas vantagens, como acesso à investimentos em Renda Fixa com taxas mais atrativas, fundos com investimentos no exterior e outros produtos disponíveis para quem tem mais de R$1 milhão investidos.

Investidor profissional

Um tipo de investidor qualificado também pode ser pessoa física ou jurídica. Ele costuma ter, pelo menos, R$10 milhões aplicados em investimentos.

Também se encaixam como investidores profissionais:

  • Instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central;
  • Companhias seguradoras e sociedades de capitalização;
  • Entidades abertas e fechadas de previdência complementa;
  • Fundos de Investimentos;
  • Clubes de Investimentos com carteira gerida por um administrador autorizado pela CVM;
  • Agentes autônomos de investimento, administradores de carteira, analistas e consultores de valores mobiliários autorizados.

O investidor do tipo profissional também precisa preencher a “Declaração da condição de Investidor Profissional” da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 

Eles são investidores que conseguem ampliar a diversidade e suas carteiras com produtos complexos e rentáveis.

Investidor institucional

Um tipo de investidor institucional é uma pessoa jurídica responsável pela administração de capital e investimentos de terceiros.

Alguns exemplos são:

  • Bancos;
  • Corretoras;
  • Seguradoras;
  • Family offices;
  • Fundos de pensão;
  • Fundos patrimoniais;
  • Fundos de Investimentos.

É necessário ter registro na CVM e no Banco Central, além de um sistema de compliance atualizado para as os órgãos fiscalizadores e uma política de investimentos formalizada. 

Investidor individual

Já o tipo de investidor individual, pode ser considerado todo aquele que não for um investidor institucional. 

Ele pode ser também qualificado ou profissional, desde que esteja de acordo com as características mencionadas.

Basicamente esse tipo de investidor costumam ser pessoas físicas que investem de forma direta nos diversos produtos do mercado financeiro 

Elas são as responsáveis por administrar o seu próprio patrimônio, de acordo com os objetivos.

Investidor não residente

O investidor não residente podem ser pessoas físicas ou jurídicas, assim como também podem ser Fundos ou entidades de investimento coletivo.

Eles buscam contratar uma instituição autorizada para ser a representante legal, representante fiscal e custodiante.

Santander Select: invista com assessoria especializada

A conta Select do Santander oferece assessoria especializada aos investidores e acesso a produtos financeiros exclusivos e diferenciados, que podem oferecer oportunidades de diversificação e rentabilidade atrativa.

Por isso, não perca tempo e seja cliente Select!

Santander Select

Cliente Santander Select possui diversos benefícios especiais.

Cliente Santander Select possui diversos benefícios especiais.

URL verificada

VEJA TAMBÉM: Perfil de investidor: descubra qual é o seu!