O valor do CDI hoje é uma das principais referências de rentabilidade de produtos de Renda Fixa nos investimentos, como os CDBs bancários, Letras de Crédito, entre outros.

Caso você seja um investidor mais moderado, muitos dos seus investimentos, provavelmente, estão relacionados à essa taxa e, por isso, é importante saber o quando o CDI está rendendo.

Neste conteúdo, você vai aprender mais sobre esse número tão importante no mercado, seu valor atualizado e como ele se comporta em relação à caderneta. Vamos lá?

Qual é o valor do CDI hoje?

DESCRIÇÃOVALOR
CDI hoje ao ano10,65% a.a
CDI hoje ao mês0,59% a.m
Taxa Selic Meta11,25% a.a
Taxa Selic Over11,15% a.a
Tabela com valor do CDI.

A taxa Selic Meta encontra-se atualmente em 11,25%. Já a Selic Over, que influencia a rentabilidade dos investimentos e geralmente se equipara ao CDI, está em 11,15%.

Então, a relação próxima entre o CDI e a taxa Selic ocorre porque as duas taxas estão interligadas. Quando a taxa Selic sobe, o custo do dinheiro também aumenta, impactando o CDI e, consequentemente, a rentabilidade de diversos investimentos de Renda Fixa que estão atrelados a ele.

Portanto, acompanhar a taxa Selic é fundamental para entender e antecipar movimentos no mercado financeiro, auxiliando na tomada de decisões de investimentos.

Dessa maneira, veja a sua variação nos últimos anos:

Quanto rende 100% do CDI?

Então, quando dizemos que uma aplicação rende 100% do CDI, isso representa que ela entrega rentabilidade igual ao valor da taxa DI no período.

Assim sendo, para descobrir outras porcentagens, basta aplicar o cálculo como na tabela a seguir. Para o exemplo, consideramos uma taxa de CDI de 11,15% ao ano:

Valor do CDIFórmula de cálculoResultado (ao ano)
80% do CDI0,8 × 11,158,92%
90% do CDI0,9 × 11,1510,035%
100% do CDI1,0 × 11,1511,15%
105% do CDI1,05 × 11,1511,7075%
110% do CDI1,1 × 11,1512,265%
115% do CDI1,15 × 11,1512,8225%
120% do CDI1,2 × 11,1513,38%
130% do CDI1,3 × 11,1514,495%
150% do CDI1,5 × 11,1516,725%
200% do CDI2,0 × 11,1522,3%

O CDI rende mais que a caderneta de Poupança?

Em geral, o CDI costuma render mais do que a caderneta de Poupança. O rendimento da Poupança é composto por uma taxa fixa de 0,5% ao mês mais a Taxa Referencial (TR) – bem próxima a zero -, enquanto o CDI está mais diretamente vinculado às taxas de juros do mercado interbancário.

A relação entre a caderneta de poupança e a Selic é que o rendimento da Poupança está atrelado a duas condições: quando a Selic é igual ou menor que 8,5% ao ano, a Poupança rende 70% da Selic mais a TR.

Quando a Selic ultrapassa 8,5%, a Poupança rende 0,5% ao mês mais a TR. Portanto, em períodos de Selic mais elevada, o CDI, que está fortemente ligado à Selic, tende a oferecer retornos superiores em comparação com a caderneta de poupança.

Historicamente, podemos constatar esse fato no gráfico a seguir:

VEJA TAMBÉM: Quanto rende R$ 6 milhões na Poupança? Descubra!

O que é o CDI e para o que serve?

O Certificado de Depósito Interbancário (CDI) é um título emitido por bancos não públicos que representam empréstimos de curto prazo entre essas instituições.

Ele é usado como indicador para diversos produtos financeiros, especialmente investimentos de Renda Fixa, servindo como base para a remuneração dessas aplicações.

Ou seja, é apenas uma taxa (também chamada de “taxa DI”) e não um produto financeiro. Logo, você não “compra ou investe no CDI”, mas em aplicações que seguem seu valor ou a Selic como referência.

A taxa Selic, por sua vez, é a taxa básica de juros da economia brasileira. Ela é determinada pelo Comitê de Política Monetária (Copom) e tem influência direta sobre o custo do dinheiro no mercado interbancário.

Como o CDI é lastreado em empréstimos entre bancos com títulos públicos como garantia, ele reflete bem de perto a taxa de juros dessas transações.

Onde investir para acompanhar o CDI hoje?

Então, para acompanhar o CDI, você pode considerar investir em produtos de Renda Fixa que tenham seu rendimento atrelado a esse índice. Alguns exemplos de produtos incluem:

  1. Tesouro Selic (LFT): este título público tem sua rentabilidade acompanhando a variação da taxa Selic, o que o torna uma opção próxima ao CDI.
  2. CDBs (Certificados de Depósito Bancário): muitos CDBs têm rentabilidade atrelada ao CDI. Esses são bancários e oferecem diferentes prazos e condições.
  3. LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio): algumas dessas letras de crédito têm sua remuneração vinculada ao CDI. Elas são isentas de imposto de renda para pessoas físicas, o que pode ser uma vantagem.
  4. Fundos DI: existem Fundos de Investimentos com carteira composta majoritariamente por ativos atrelados ao CDI, como títulos públicos e privados.

Antes de investir, é importante avaliar o perfil de risco, prazo de investimento e taxas envolvidas. Ademais, é sempre recomendável diversificar os investimentos para reduzir riscos.

Ademais, optar por ter uma conta como a Santander Select e investir por meio desse serviço mais personalizado e otimizado pode ser vantajoso para o investidor devido às diversas vantagens.

A conta Select geralmente proporciona atendimento personalizado, acesso a produtos financeiros exclusivos e assessoria especializada, o que pode auxiliar o cliente na tomada de decisões mais alinhadas aos seus objetivos, sendo que a palavra final sempre é sua.

Além disso, a plataforma pode oferecer condições diferenciadas em investimentos, como taxas mais atrativas e uma variedade de alternativas para diversificação da carteira.

Saiba mais e abra a sua conta:

Santander Select

Cliente Santander Select conta com uma assessoria especializada para seus investimentos.

Cliente Santander Select conta com uma assessoria especializada para seus investimentos.

URL verificada