Descontos, não cumprimento de carência, entre várias outras vantagens fazem parte dos planos para microempreendedores. Com esses benefícios, escolha qual o melhor plano de saúde para MEI

Durante alguns anos, o principal objetivo dos microempreendedores individuais era possuir uma empresa registrada que pudesse atrair descontos no orçamento. Com a crise na saúde, fortaleceu a ideia de implementar um plano de saúde de qualidade para atender às principais necessidades em termos de serviço médico.

Pensando nisso, no artigo de hoje traremos uma lista com 4 dicas para você escolher qual o melhor plano de saúde para MEI, pois opções não faltam no mercado. Mas fica a dica: analise todos os critérios que vamos informar para você tomar uma decisão assertiva.

Além disso, vamos mostrar os requisitos necessários como documentação, tempo de carência e outras vantagens em torno da assistência médica para a categoria. Vamos lá?

Quais são os requisitos para ter um plano de saúde MEI?

O número de microempreendedores individuais cresceu exponencialmente no Brasil nos últimos anos. De acordo com os dados do Ministério da Economia, o país já ultrapassou a faixa dos 10 milhões de inscrições desde que a categoria surgiu no início de 2010.

Os benefícios de ser MEI destacam-se o direito a privilégios previdenciários, acesso a produtos e serviços bancários como crédito, possibilidade de emitir nota fiscal, ter CNPJ, entre outros. O sonho de obter um plano de saúde ganha força quando o empresário descobre que pode receber descontos de 35% até 50% na hora da contratação comparado a um plano individual.

Mas afinal, é simples ter um plano de saúde MEI? Não, porém existem alguns requisitos imprescindíveis que devem ser levados em consideração. Vamos a eles:

  • O Microempreendedor Individual deve ter um CNPJ MEI com empresa ativa no mínimo há 6 meses;
  • Inscrição no Órgão Competente, ou seja, vai precisar do NIRE;
  • Registro Ativo na Receita Federal ou documentos exigidos pela Lei;
  • O profissional precisa ter um dependente, sendo um funcionário ou familiar. Vale ressaltar que o empreendedor deve fazer parte entre os beneficiários do plano de saúde e usá-lo, isto é, não basta ter apenas o nome de fachada para que os dependentes usufruam.

Obs.: Como esses documentos são exigidos por lei, o empresário precisa comprovar a originalidade de cada um, se não a operadora pode rescindir o contrato. Neste caso, ela notifica o término dos serviços com até 60 dias de antecedência.

Qual o melhor plano de saúde para MEI?

Amil

Uma das marcas mais lembradas quando se fala em plano de saúde, a Amil conta com um plano exclusivo para pequenas e médias empresas. Na modalidade para MEI, a opção é a Amil Fácil, cuja cobertura é regional (SP, RJ e PR) e com diversas outras localidades (91 cidades de 5 estados: SP, RJ, PR, DF e PE). 

SulAmérica

Com mais de 7 milhões de clientes, a rede se consolida para empresas de pequeno porte com o Plano Regional Sulamerica Direto.

Grupo Notredame Intermédica

A rede GNDI oferece aos microempreendedores condições favoráveis através do plano Smart, que conta com a melhor relação custo-benefício.

Porto Seguro Saúde

Localizada na região central de São Paulo, a Porto Seguros Saúde é uma empresa brasileira com grande atuação nos segmentos de Seguro Auto, Residência e Plano de Saúde. Para os microempreendedores, a opção é o Plano Cristal. Nele consta hospitais, clínicas e laboratórios e valor em conta.

Sobre a cobertura dos planos, os serviços são idênticos a pessoas físicas:

  • Ambulatorial (com apenas consultas e emergências);
  • Hospitalar (internações e cirurgias, com consultas e emergências separados).

Leia também: Como funciona a carência no plano de saúde para pequenas e médias empresas

4 dicas para escolher o melhor plano de saúde MEI

Agora que você já viu as opções sobre qual o melhor plano de saúde para MEI, preste atenção em alguns detalhes na hora de escolher a que mais se identifica com a sua microempresa.

  • Certifique-se da qualidade da rede credenciada;
  • Localize as regiões que englobam os planos de saúde, principalmente se você e seu funcionário viajam com frequência;
  • Identifique se os procedimentos têm autorização e agendamento prévio. Nessa perspectiva, informe-se também sobre a qualidade dos especialistas;
  • Verifique a possibilidade de coparticipação na hora de decidir sobre o tipo de plano. Habitual nas pequenas e médias empresas, o recurso pode deixar os gastos ainda menores;
  • Leia atentamente o contrato e tire todas as suas dúvidas antes de assiná-lo.

Leia também: 4 maneiras de reduzir a taxa de sinistralidade do plano de saúde empresarial 

Como funciona a carência no plano de saúde MEI?

Por possuir poucas vidas asseguradas, sendo a própria e a de um dependente, o prazo de carência de um plano de saúde MEI é de três meses, o que corresponde ao mesmo período para planos individuais e familiares. 

Uma dica importante é avaliar a carência de tratamentos de alta complexidade, além de lesões preexistentes, cirurgias e internações. Nessas ocasiões, o período pode ser ainda maior, mas também a operadora pode negar a cobertura dependendo do tipo de procedimento. 

É necessário ter um Corretor de Seguros para contratar um plano MEI?

Se você está em dúvida sobre qual o melhor plano de saúde para MEI, a solução é entrar em contato com uma Corretora de Seguros que vai esclarecer todos os pontos importantes para a escolha certa e o processo de contratação. Por isso, a nossa dica é a Proativa. 

Com 20 anos de experiência na escolha e gestão de planos de saúde para pequenas e médias empresas, a Proativa oferece para a sua PME o que há de melhor no mercado de seguro saúde, tudo de maneira ágil e confiável.

Além de confiança e agilidade, ela é transparente ao fazer um estudo de mercado e sugerir qual o plano de saúde apropriado para você e seus colaboradores. Quer saber mais? Entre em contato com a Proativa agora mesmo.

Fale com a Proativa, o melhor custo-benefício para sua empresa:

proativa

Comentários

Este blog tem o orgulho de ter o apoio destas marcas:
Salvar