Diversas são as ferramentas desenvolvidas pelo marketing para auxiliar nas operações relacionadas à manutenção de um negócio, independente do seu ramo de atuação, com diversas dessas estratégias adequando-se e adaptando-se a um tipo específico. Isso porque, mesmo com as diferenças claras entre uma confeitaria e uma loja de material de construção, ambos os negócios lidam

Diversas são as ferramentas desenvolvidas pelo marketing para auxiliar nas operações relacionadas à manutenção de um negócio, independente do seu ramo de atuação, com diversas dessas estratégias adequando-se e adaptando-se a um tipo específico.

Isso porque, mesmo com as diferenças claras entre uma confeitaria e uma loja de material de construção, ambos os negócios lidam com características similares à gestão de um empreendimento, como a relação com o público e os fornecedores.

Afinal, todo cliente busca um produto ou serviço que satisfaça às suas necessidades, com base em conceitos que lidam com aspectos gerais como qualidade, preço e a disponibilização desses artefatos, lidando com o estoque e tempo de entrega dos mesmos.

Um conjunto de tópicos que resultam na decisão do consumidor por comprar um kit vinho personalizado para presentear o seu chefe na reunião de amigo secreto da empresa, ou optar por uma simples e mais delicada gravata.

Assim como o público age de maneira instável, de acordo com a sua situação financeira, entre outros fatores presentes, cabe às empresas se adaptarem a essa mudança constante, de forma a sempre se posicionarem como a melhor opção disponível no mercado..

E é justamente nesse momento que entra o papel das estratégias de marketing, sendo não um conjunto de regras definidas por especialistas, mas sim práticas que vão sendo adotadas de acordo com as mudanças necessárias para se adaptar ao seu público.

Atualmente, muitas dessas adaptações partem da chegada das plataformas digitais, e de como a internet vem modificando os hábitos de consumo, permitindo que alguém pesquise pelo aluguel de cones de sinalização direto do seu celular ou computador.

O que vale tanto para negociantes que trabalham com serviços mais segmentados no mercado, como para quem possui um negócio mais amplo, de diferentes tamanhos, como uma rede de supermercados ou uma venda de frutas em uma loja do bairro.

Para cada uma dessas possibilidades existe um grande número de estratégias a serem adotadas, de acordo não só com as particularidades de um empreendimento, mas também com os objetivos comerciais de cada um.

Diferentes formas de atrair um público

Muito foi falado sobre a pluralidade de negócios existentes, contudo, o que une todos eles é o seu objetivo comum de se conectar ao seu público, o que vale não só para um empreendimento comercial, como para qualquer projeto que envolve um tipo de público.

Passando por uma ONG em busca de novos doadores, uma candidatura política ou até mesmo um festival musical à procura de espectadores para os seus shows. O sucesso desses empreendimentos se deve a forma com que os mesmos conectam-se ao público.

É com base nisso que as estratégias de marketing vão sendo desenvolvidas, lidando com uma multiplicidade de negócios e público, junto a objetivos comuns a serem compartilhados entre eles, como aumentar o número de vendas, crescer seu público ou se manter estável.

Auxiliando diferentes empresas a encontrar uma estratégia que ajude com os seus objetivos, como um mercado que disponibiliza como brinde uma sacola ecologica tecido, de forma a fortalecer a sua conexão com clientes ligados à causa ambiental.

Sem contar com outras técnicas tradicionais, de acordo com conceitos de público, preço, promoções e o produto em si, os célebres 4 Ps do marketing mix.

Mas dentro dessa variedade de estratégias, vale destacar o uso de duas em específico, o chamado inbound marketing e o outbound marketing. Para os conhecedores da língua inglesa é fácil a compreensão de que se tratam de termos distintos.

“In” como um prefixo para “dentro” e “out” como prefixo para “fora”. Apesar desse claro contraste, essas são estratégias que ao serem aplicadas de forma conjunta podem resultar em um número diverso de soluções para os mercados que os adotarem simultaneamente.

Porém, antes de nos desdobrar sobre os benefícios que podem ser conquistados por um serviço de outsourcing de impressoras, é importante conhecer as particularidades de cada uma dessas estratégias de forma individual, antes de aplicar o seu conjunto.

As particularidades do inbound marketing

A principal função do inbound marketing é trabalhar com a prospecção de clientes, ou seja, atuar com estratégias que resultam no contato da sua empresa com o público, a partir de técnicas que envolvem a produção de conteúdos que atraiam a atenção deste usuário.

É uma relação fácil de ser compreendida quando se pensa no mercado virtual, com as empresas atuando por meio de anúncios e outros conteúdos que trabalham a relação do público com o negócio, inclusive apresentando-a a esses possíveis consumidores.

Por isso, é comum ao inbound marketing atuar em parceria com outras estratégias do mercado, como no marketing de conteúdo, que trabalha diretamente com a produção de conteúdos que não operam só com a venda do produto, mas com o nome da marca.

O que permite a uma empresa que realiza ações, como um laudo de ruído ambiental, trabalhar com conceitos como segurança e qualidade, ligando essa empresa a tais concepções, de forma a divulgar os seus serviços posteriormente de forma segura.

Dessa maneira, é possível afirmar que o inbound marketing trabalha com o acompanhamento dos seus clientes em potenciais, os chamados leads, que são contatos que apresentam algum tipo de probabilidade em relação a essa compra.

Garantindo assim que o maior número possível de leads alcançados sejam convertidos em clientes, por meio de conteúdos disponibilizados em blogs, sites, redes sociais ou serviço de e-mail, que trabalham com esse movimento de atração dos clientes.

O que não termina necessariamente com a compra, através do chamado pós-venda, com estratégias que trabalham com a fidelização do cliente recém-alcançado, como com a distribuição de squeeze brinde personalizado para quem compra uma bicicleta.

E se o inbound marketing se destaca pela sua estratégia mais sutil, de forma a conquistar a atenção do seu público almejado a partir de certas atividades, o outbound marketing age de forma muito mais incisiva.

As características do outbound marketing

Outra grande diferença do outbound marketing para o modelo descrito no tópico anterior é a forma com o qual essa estratégia seleciona o seu público a ser trabalhado, buscando não só atrair clientes em geral, mas sim agir em cima de uma base pré-definida.

Nesse sentido, destacam-se as chamadas listas de contato, como aquelas trabalhadas por empresas de cartão de crédito, que levam em conta o nível de consumo dos seus clientes para apresentar soluções e produtos adequados ao seu perfil específico de compras.

Em muitos casos as empresas trabalham com a compra dessas listas de prospecção, de forma com que uma fábrica de cone laranja e branco consiga oferecer os seus produtos para um perfil de cliente que se relaciona ao tipo de mercadoria trabalhada pela empresa.

No entanto, com a preocupação correta dos serviços de segurança sobre os dados dos clientes, a obtenção desses dados por meios terceiros não é muito recomendada, até mesmo para se alcançar o tipo de cliente que melhor se conecta ao seu negócio.

Formulários, pesquisas, dados conquistados durante uma compra anterior, tudo para preencher uma lista completa de clientes a serem contatados, e que depois poderão ser atingido através veículos e ferramentas como:

  • Telemarketing;
  • Panfletos e flyers;
  • Links patrocinados;
  • Comerciais de TV;
  • Anúncios em jornais e revistas.

Um conjunto de estratégias que permitam ao outbound marketing conectar-se de forma assertiva ao seu público desejado. Isso não fez dele uma estratégia superior ou inferior ao inbound marketing, mas sim como uma técnica a ser complementada uma pela outra.

A parceria entre o inbound e o outbound marketing

São em suas diferenças que esses dois modelos de estratégia conseguem se destacar entre si, podendo ao administrador de um empreendimento otimizar a aplicação dessas ferramentas ao aplicá-las em conjunto.

Pois para uma loja de produtos de plástico que acabou de entrar no mercado, o tempo de trabalho a ser executado pelo inbound marketing pode não ser o ideal, com o dinamismo da estratégia de outbound sendo a mais indicada, para se conquistar rapidamente os clientes.

Agora, após um bom tempo de mercado, com essa mesma empresa agora em busca de apresentar um novo produto em seu catálogo, como um conjunto de caneca para brinde, a técnica de inbound marketing mostrasse mais adequada, para a expansão do seu público.

Dessa forma, a aplicação em conjunto de ambas as estratégias podem ajudar em diversas ferramentas a serem adotadas em seu negócio, como o acompanhamento dos seus clientes entre as etapas de compra, dentro do funil de vendas.

Junto a isso também é possível trabalhar melhor a experiência do cliente durante essas diferentes fases no processo de compra, que lidam desde a sua prospecção até o acompanhamento nos serviços de pós-venda.

Logo, cabe ao administrador de um negócio não só conhecer a fundo as diferenças entre essas duas estratégias de marketing, mas também saber o momento exato de aplicar cada uma delas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comentários

Salvar