Sofrendo com estresse no trabalho? Com este conteúdo você entenderá os sintomas, quais são as principais causas e como evitar essa reação.

O estresse é um termo popularmente utilizado que pode caracterizar um dia corrido, atarefado e cansativo. Contudo, no dicionário, a palavra estresse tem como definição uma reação do organismo a situações diversas, inesperadas ou que representem perigo iminente.

Trabalhar em um ambiente estressante é danoso tanto para a saúde dos colaboradores, independentemente da hierarquia, quanto para a produtividade da empresa. Caso não diagnosticado e tratado, o estresse no trabalho pode comprometer as entregas do colaborador, bem como os relacionamentos dentro da companhia e cuidados extras com a saúde.

Sem contar os casos mais sérios que necessitam de afastamento das atividades corporativas. As condições que podem causar estresse no trabalho estão sob controle na empresa em que trabalha? Você sabe quais são os fatores de risco? Há iniciativas para prevenção e combate?

Abordaremos essas questões no conteúdo de hoje. Confira a seguir os sintomas, além das principais causas e as medidas de combate ao estresse no trabalho.

Entenda e identifique quais são os sintomas de estresse no trabalho

Ninguém adoece de estresse de um dia para o outro. No entanto, o próprio corpo emite sinais de que as coisas não estão bem nesse meio tempo. Por isso, é necessário estar atento aos sintomas de estresse no trabalho.

No caso de um colaborador estressado, é possível perceber sintomas relacionados à tensão, irritabilidade, isolamento social, ansiedade e depressão. Já os aspectos físicos mais frequentes são as dores musculares e de cabeça, somadas ao cansaço excessivo, além da dificuldade de concentração, bem como problemas gastrointestinais e cardiorrespiratórios.

Atenção: não confunda estresse no trabalho com síndrome de Burnout.

Conheça as principais causas de estresse no trabalho

Problemas de relacionamento na equipe, somadas à cobranças inadequadas ou em demasia e o excesso de trabalho são algumas das principais causas de estresse no trabalho.

A competitividade em excesso entre os colegas e a busca incontrolável por resultados podem criar um ambiente propício para a ocorrência do estresse no trabalho

Você sabia que a tecnologia, que tanto contribui para o cumprimento das atividades atualmente, pode ser mais um gatilho no processo de esgotamento? Ela faz com que colaboradores permaneçam em constante estado de alerta e tenham dificuldades para se desvencilhar das questões do escritório, principalmente no trabalho remoto.

Com a pandemia da covid-19, o trabalho remoto foi a solução que companhias e colaboradores encontraram para continuar a exercer suas funções. Pensando nessa mudança, o  Linkedin realizou uma pesquisa, cujo resultado apontou o seguinte: o home office deixou 62% dos profissionais mais ansiosos e estressados.

Há uma série de outros fatores que podem contribuir para o estresse. Veja alguns exemplos a seguir:

  • Liderança autoritária e confusa;
  • Remuneração incompatível;
  • Excesso de trabalho;
  • Displicência na ergonomia;
  • Metas inalcançáveis;
  • Ausência de colaboração e coordenação;
  • Mudanças constantes na estrutura da empresa;
  • Transferência do local de trabalho;
  • Fofocas e maledicências;
  • Insegurança do papel exercido na função.

Confira o vídeo abaixo em que a psicóloga e especialista em PNL Lizandra Arita fala sobre liderança autoritária.

Saiba como evitar estresse no trabalho

A relação do indivíduo com o estresse deve ser considerada em três vertentes: 

  • O significado que o estresse tem para a pessoa;
  • A forma com que a pessoa lida com o estresse;
  • E o fator (estresse) em si. 

Identificar a existência e mapear as ocorrências de estresse no trabalho são dois passos essenciais para combatê-lo. Mas, é importante que a companhia tenha medidas de combate ao estresse no trabalho e não espere o problema aparecer para atuar.

As pesquisas de clima organizacional identificam prováveis elementos de risco e são bastante comuns nas grandes empresas. Essa ação permite verificar, por exemplo, a percepção dos colaboradores a respeito das tarefas que executam, além de remuneração e relação com os líderes e demais colegas.

A partir dessa pesquisa, uma série de ações podem ser utilizadas para controlar o estresse no trabalho. Confira:

Reconhecer e dimensionar o problema

Geralmente, os aspectos que geram estresse no trabalho são considerados normais no ambiente corporativo. Cabe, ao bom profissional, enfrentar as dificuldades, conviver com situações adversas e reconhecer quando a situação sair do normal.

Driblar este entendimento e construir alternativas que protejam a saúde física e mental dos colaboradores é uma etapa que requer, antes de tudo, o reconhecimento de que não se trata de uma situação natural. Não minimizar o problema é um passo importante para combatê-lo.

Respeitar horários, atividades e a individualidade de cada um

A sobrecarga de funções e atividades é um importante sinal do estresse no trabalho. Desse modo, os profissionais dedicam mais tempo ao trabalho do que o recomendado e, por muitas vezes, levam problemas do escritório para casa. 

Infelizmente, na cultura de algumas empresas, esta situação é considerada normal. Para combater este problema, é preciso que a companhia determine limites e isso significa respeitar os horários de trabalho, as atividades e a individualidade de cada colaborador.

É importante, também, regular o uso de tecnologias e redes sociais para aqueles que permanecem 24 horas por dia à disposição da empresa.

Incentivo de comportamentos saudáveis

Adotar medidas preventivas contra o estresse no trabalho é extremamente simples e eficaz. Confira algumas ações:

  • Mantenha sua alimentação saudável
  • Pratique atividades físicas
  • Durma bem
  • Por mais que a situação fique difícil, tente enxergar o lado positivo das coisas
  • Enquanto estiver na empresa, a ginástica laboral também pode ajudar

Dica: certamente já ouviu falar da yoga. Sabe o que é e como funciona? Descubra tudo sobre essa prática milenar que é uma grande aliada no combate do estresse.

Lembre-se de que cuidar da sua saúde é um investimento. Agora que você entende um pouco mais sobre estresse no trabalho, seus sintomas, principais causas e as medidas de combate, fique atento aos sinais que o seu corpo emite. Em caso de dúvidas, procure um médico.

Comentários

Este blog tem o orgulho de ter o apoio destas marcas:
Salvar