Você sabe o que são BRDs? Cada vez mais, pequenos investidores têm entrado no mercado de ações e isso alavancou o número de investimentos nesse tipo de ação, chamada Brazilian Depositary Receipts, que são basicamente aplicações colocadas em grandes organizações internacionais negociadas na B3. Esse tipo de aplicação tem chamado atenção do investidor pessoa física,

Você sabe o que são BRDs?

Cada vez mais, pequenos investidores têm entrado no mercado de ações e isso alavancou o número de investimentos nesse tipo de ação, chamada Brazilian Depositary Receipts, que são basicamente aplicações colocadas em grandes organizações internacionais negociadas na B3.

Esse tipo de aplicação tem chamado atenção do investidor pessoa física, exatamente por não precisar abrir contas em corretoras internacionais, devido à presença dessas empresas na bolsa de valores brasileiras por meio dos BDRs.

Essa possibilidade de investimento é relativamente nova para o Brasil, já que chegará ao país no final de 2020. Desde então, o número de investidores nas BDRs tem  crescido consideravelmente. Segundo dados da B3, essas ações tiveram 994% a mais de novas aplicações no ano de 2021, totalizando 4,2 milhões de novos investimentos.

No entanto, para muitas dessas pessoas, declarar  BDRs no Imposto de Renda ainda é uma novidade e para evitar problemas como sonegação de impostos, com a Receita Federal, preparamos um artigo completo que vai te ajudar a entender como fazer essa alegação.

Além de explicar melhor os seguintes pontos:

  • O que são BDRs?
  • Quais são os melhores BDRs para se investir?
  • Os BDRs pagam dividendos?
  • Passo a passo para declarar seu BDR no IR.

Confira!

Como declarar o BDR no Imposto de Renda?

Antes de entender como você deve declarar o BDR em seu Imposto de Renda, vamos falar sobre quem deve fazer esse tipo de apresentação. De forma simples, é preciso fazer essa alegação em três situações básicas:

  • Caso tenha operado BDRs nos chamados Day Trade ou Swing Trade, neste caso é preciso indicar tanto ganhos quanto perdas no IR.
  • Nos dividendos, que os BDRs também pagam, logo precisam ser declarados;
  • Por fim, na chamada “posição 31 de dezembro”. Essa ação determina que em todo último dia do ano todo o seu investimento deve ser informado à receita.

Agora vamos entender como realizar esse procedimento. Os Brazilian Depositary Receipts são ativos de renda variável, ou seja, sua negociação acontece dentro da Bolsa de Valores, antes de existir essa possibilidade as ações internacionais só podiam ser acessadas de três formas:

  • Se tornando um investidor qualificado, ou seja, aquele que possui patrimônio de pelo menos R$1 milhão;
  • Criando uma conta nas corretoras estrangeiras, algo extremamente burocrático e demorado;
  • Ou, por meio dos fundos de investimento.

Agora, com a ampliação do direito de compra dos BDRs, qualquer tipo de investidor pode participar deste mercado e, com conhecimento adquirido, chegar a níveis de grandes adquirentes do meio financeiro.

Com a popularização das aplicações em BRDs, as empresas que trabalham com declarações de Imposto de Renda têm recebido cada vez mais a demanda deste tipo, por conta da falta de conhecimento no meio.

Para te ajudar a fazer você mesmo suas alegações, montamos um passo a passo simples de como fazê-la rapidamente. Confira!

Esse tipo de declaração deve ser feita como todos os demais investimentos na B3, por meio do Programa da Receita Federal. Esse software deve ser baixado todos os anos direto na página da Receita. Após a sua instalação, basta importar os dados do ano anterior ou, se for o caso, iniciar uma nova declaração.

Os procedimentos são simples, vamos colocar os 5 passos necessários para cumprir todos eles, basta você seguir um a um, combinado?

  • Passo 1:  Quando chegar na parte de declarações dos BDRs que você tinha em 31/12, você vai acessar a ficha “Bens e Direitos” e informar qual era a sua posição em BDRs no último dia do ano anterior;
  • Passo 2: Clique na opção “Novo” se for a primeira vez que estiver declarando este ativo. Se já tiver algum histórico de alegações, só precisará editar a lista de declarações que foram importadas no ano anterior;
  • Passo 3: Marque o grupo “04 – Aplicações e Investimentos” e no menu que aparece, selecione o código para declarar os BDRs que é o “04 – Ativos negociados em Bolsa no Brasil (BDRs, opções e outros – exceto ações e fundos”;
  • Passo 4: Depois disso, você vai preencher o campo que pede a quantidade de BDRs que você discriminará, o nome da empresa (sem CNPJ, já que não se trata de uma empresa nacional), os códigos de negociação, o valor médio das aquisições e a corretora utilizada;
  • Passo 5: Por fim, você vai preencher o campo “Situação em 31/12/20XX”, colocando o ano retrasado e “Situação em 31/12/20XX” com o ano passado. Nesses espaços você colocará o valor da aquisição destes BDRs, sem considerar cotações atuais.
    Caso tenha comprado essas ações no ano passado, basta deixar o primeiro campo em branco.

Pronto, investimentos justificados e devidamente cadastrados. Lembre-se que, cada BDR precisa ser lançado separadamente, considerando unidades de investimento e empresas. Então, ao clicar em “novo”, você deve acrescentar informações de um BDR de cada vez, antes de ir para o próximo.

BDRs pagam dividendos? Como declará-los?

Outro ponto importante a ser questionado: os BDRs pagam dividendos? E a resposta é sim, neste tipo de investimento, o dividendo é progressivo e pode variar de 7,5% a 27,5%. Os valores para o IRPF de 2022 são:

  • Ganhos de até R$ 1.903,98: isenção
  • Ganhos de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65: alíquota de 7,5%
  • Ganhos de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05: alíquota de 15%
  • Ganhos de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68: alíquota de 22,5%
  • Ganhos acima de R$ 4.664,68: alíquota de 27,5%

No caso de empresas norte-americanas, por exemplo, o investidor recebe o equivalente a 70% do total do dividendo, já que lá os impostos são tributados em 30% da fonte. Neste caso, só é preciso declarar os dividendos, sem pagar impostos, importando os dados para o software da Receita Federal, na área de rendimentos tributáveis recebidos de PF/exterior.

Melhores BDRs para investir em 2022

Depois de entender o que são BDRs e como eles se aplicam aos dividendos, vamos falar sobre alguns dos melhores BDRs que estão disponíveis para investimento no mercado.

Sabemos que investir em empresas multinacionais é uma ótima forma de diversificar a sua carteira, além de oferecer uma segurança maior para o investidor no que diz respeito aos riscos do mercado nacional. Segundo um levantamento feito pela B3, o mercado de BDRs cresceu mais de 7.000% nos últimos dois anos.

Além disso, o volume negociado em 2021 chegou a R$38,4 bilhões, superando os dois anos anteriores, que somados chegaram a R$33,7 bilhões, ou seja, o mercado tem se mostrado extremamente aquecido e têm atraído cada vez mais investidores.

Esse número tende a crescer ainda mais, depois que algumas regras antes estabelecidas pela B3 para pessoas físicas nos BDRs, foram flexibilizadas no segundo semestre de 2020. Com isso, chegamos a uma lista de 10 empresas que tiveram maior número de aplicações e negociações entre o período de outubro/2020 e setembro/2021. São elas:

1ª lugar: Apple

2º lugar: Amazon

3º lugar: Alibaba

4º lugar: Coca-Cola

5º lugar: Disney

6º lugar: Facebook

7º lugar: Google

8º lugar: Mercado Livre

9º lugar: Microsoft

10º lugar: Tesla

Agora, se você tem interesse em investir nas empresas que mais pagam dividendos, a solução é procurar os chamados Dividend Aristocrats ou o Dividend Kings. São classificações na Bolsa de Valores dos EUA das empresas que mais aumentaram os pagamentos de proventos para os acionistas nos últimos 25 e 50 anos, respectivamente.

BDRs: investimento acessível e rentável

E então, ficou mais fácil de entender o que são BDRs e como esse sistema de aplicação funciona? Esperamos que sim. Lembre-se de que, qualquer investimento precisa ser bem planejado e acompanhado. Busque boas empresas, com históricos confiáveis, saiba qual é o ramo de atuação dessa empresa, quais são suas perspectivas para o futuro.

Outro ponto importante é avaliar quais e quantos são seus concorrentes e como está a liquidez desse investimento na bolsa. Com as dicas que demos hoje, não restam dúvidas de que seu investimento será bem aplicado e devidamente declarado para a Receita Federal.

Caso tenha ficado alguma dúvida sobre o assunto? Vamos deixar aqui abaixo um conteúdo especial, para que você possa aprender ainda mais sobre tudo que envolve a prestação de contas para o IR da Receita Federal.

Feito para você: Como declarar plano de saúde empresarial no imposto de renda?

Comentários

Salvar